Saltar para o conteúdo principal da página

Povoação do Colmeal - detalhe

Designação

Designação

Povoação do Colmeal

Outras Designações / Pesquisas

Povoado do Colmeal / Ruínas da povoação do Colmeal (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Povoado Fortificado

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Figueira de Castelo Rodrigo / Colmeal e Vilar Torpim

Endereço / Local

- -
Colmeal

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (Homologado como IM -...

Cronologia

Despacho de homologação de 25-10-1968 do Subsecretário de Estado da Administração Escolar
Parecer de 25-10-1968 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE a propor a classificação da povoação do Colmeal como VC

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Conjunto
A Povoação do Colmeal implanta-se no sopé de uma encosta xistosa da Serra da Marofa, demarcada por um vale ligado à ribeira do Colmeal.
O povoado, formado sobretudo por habitações familiares, é marcado pela utilização de aparelho de xisto na estrutura do conjunto edificado. As habitações apresentam, na sua maioria, planta retangular dividida em dois andares, com o piso térreo ocupado pela chamada loja, destinada à cozinha e à guarda dos animais, através da qual se acede à área residencial situada no andar superior. A única exceção a esta orgânica é a designada Casa de Pedro Álvares Cabral, que exibe na fachada uma escadaria exterior, com mais de uma porta no piso térreo e janelas no primeiro andar, ainda que os vãos sejam formados apenas com lintéis retos sem moldura.
O conjunto habitacional é estruturado em quarteirões irregulares, interligados por caminhos térreos formados por afloramentos de xisto, que culminam na igreja erguida no topo da povoação. O traçado arquitetónico caracteriza-se, assim, por uma aparente ausência de hierarquização das vias.
História
A povoação do Colmeal foi doada por D. Fernando II de Leão aos freires da Ordem de S. Julião do Pereiro em finais do século XII. A doação integrou-se na política de reorganização e povoamento desta zona da Beira Alta à época da plena Reconquista, tendo sido então que surgiu, pela primeira vez, a designação de Colmeal, conferida pelos novos senhores. O couto seria transferido em 1297, tal como os restantes bens dos freires de São Julião do Pereiro, para a Ordem de Alcântara, vila da Extremadura para onde a sede foi deslocada e cujo topónimo acabaria por ser adotado como o seu nome oficial.
Apesar do progressivo abandono dos habitantes depois desta permutação, fundou-se na povoação uma igreja, dedicada a São Miguel Arcanjo, cuja primeira referência documental data de Quatrocentos. Nos finais do século XV residiu neste local o navegador Pedro Álvares Cabral, na casa que ostenta as armas dos Cabrais e que pertencia ao alcaide de Figueira de Castelo Rodrigo, seu avô.
Escassas décadas depois, no final do primeiro quartel de Quinhentos, a povoação do Colmeal integrava o termo de Pinhel e possuía apenas quinze moradores, o que é plenamente demonstrativo da decadência do local.
Em meados do século XVII o povoado sofreria duras perdas com as Guerras da Restauração, durante as quais ficou parcialmente destruída.
Apesar das dificuldades, inerentes ao seu isolamento, a aldeia manteve o núcleo habitacional ao longo das três centúrias seguintes até que, na segunda metade da década de 50 do século XX, a herdeira das terras onde se integra o Colmeal ter despejado os habitantes locais das suas habitações, provocando a desertificação da aldeia, que assim ficou votada ao abandono, numa situação que se manteve até ao ano de 2015.
Atualmente, a aldeia encontra-se parcialmente reconstruída, integrando três habitantes, e alberga um hotel rural.
Catarina Oliveira
DGPC, 2019

Bibliografia

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

O concelho de Figueira de Castelo Rodrigo - II, in Beira Alta, vol. LX, nº 3 e 4

Local

Viseu

Data

2000

Autor(es)

BORGES, Júlio António

Título

Figueira de Castelo Rodrigo. Roteiro turístico do concelho, 2ªed.

Local

Figueira de Castelo Rodrigo

Data

1997

Autor(es)

BORGES, Júlio António

Título

Notas arqueológicas do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, Beira Alta

Local

Viseu

Data

2003

Autor(es)

BORGES, Júlio António