Saltar para o conteúdo principal da página

Aqueduto de Santa Clara - detalhe

Designação

Designação

Aqueduto de Santa Clara

Outras Designações / Pesquisas

Aqueduto do Real Mosteiro de Santa Clara / Arcos da Mina do Bordalo / Aqueduto de Santa Clara (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Aqueduto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Coimbra / Coimbra / Santa Clara e Castelo Viegas

Endereço / Local

E.M. Porto do Bordalo - Cruz dos Morouços
Coimbra

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 5/2002, DR, I Série-B. n.º 42, de 19-02-2002 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Na segunda metade do século XVIII, o Mosteiro de Santa Clara de Coimbra deparava-se com problemas de abastecimento de água, pelo que as monjas clarissas mandaram edificar um aqueduto para abastecer a comunidade monacal. A obra iniciou-se cerca de 1783, e o complexo partia de uma nascente de água descoberta na Cruz de Morouços.
Atribuído a Manuel Alves Macomboa, arquitecto pombalino responsável pela reforma da Universidade de Coimbra, o aqueduto estende-se por cerca de dois quilómetros, em arcaria de arcos de volta perfeita, tendo troços ao nível do solo. A mãe d' água é uma grande estrutura cilíndrica coberta por coruchéu.
Em Julho de 1802, a Junta da Fazenda publica um aviso que indica que cerca de vinte anos depois, as obras não estavam ainda concluídas: "A Junta da real Fazenda desta Universidade por despacho de dezassete de Julho Corrente, houve por bem conceder duzentas carradas de cal para não parar a obra do Aqueduto do real Mosteiro de Santa Clara, afim de hir continuando a dita obra, enquanto a mesma Junta não dá outras Providências".
Na verdade, as dificuldades técnicas, nomeadamente as questões relacionadas com os desníveis do terreno, acabaram por influenciar a conclusão do projecto, pelo que a estrutura nunca foi acabada.
Catarina Oliveira
DIDA/ IGESPAR, I. P./ Setembro de 2010

Imagens

Bibliografia

Título

Manuel Alves Macomboa - Arquitecto da reforma Pombalina da Universidade de Coimbra

Local

Coimbra

Data

1990

Autor(es)

CRAVEIRO, Maria de Lurdes

Título

Património Edificado com Interesse Cultural - Concelho de Coimbra

Local

Coimbra

Data

2009

Autor(es)

Câmara Municipal de Coimbra - Departamento de Cultura