Saltar para o conteúdo principal da página

Moinho do Esteval - detalhe

Designação

Designação

Moinho do Esteval

Outras Designações / Pesquisas

Moinho de Vento do Esteval
Moinho Velho / Moinho de Vento do Esteval / Moinho Velho(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Montijo / Montijo e Afonsoeiro

Endereço / Local

Avenida de Olivença
Montijo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Edital n.º 81/2009 de 25-06-2009 da CM de Montijo, publicado no Jornal do Montijo de 3-07-2009
Deliberação de 20-06-2009 da CM de Montijo a determinar a classificação como de IM
Em 26-05-2009 foi dado conhecimento do despacho de encerramento à CM de Montijo
Despacho de encerramento de 15-04-2009 do director do IGESPAR, I.P.
Proposta de 8-04-2009 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para encerramento do procedimento de âmbito nacional, por o imóvel não ter valor nacional
Edital n.º 137/2008 de 5-09-2008 da CM do Montijo
Deliberação de 20-08-2008 da CM de Montijo a determinar a abertura do procedimento de classificação como de IM

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificado em 1826, o moinho de vento do Esteval integrava um conjunto de onze moinhos que, na época, laboravam no concelho do Montijo. Denominado também Moinho Velho, esta unidade de moagem esteve activa até ao início do século XX.
Em 2000, a autarquia reconstruiu a estrutura do moinho, num projecto que manteve a traça tradicional e permitiu a reactivação do sistema de moagem. Actualmente, o espaço é utilizado para acções didácticas.
O moinho é constituído por uma torre cilíndrica, em alvenaria, que se divide em três pisos. Do rés-do-chão parte uma escada de pedra de acesso aos restantes pisos, o intermédio, designado soto, onde se localiza o urreiro, e o superior, o sobrado, onde foi colocada a moenda, assente sobre vigas de madeira.
O conjunto é coberto pelo capelo, uma estrutura cónica de madeira forrada com chapa de zinco, no topo da qual foi colocado o característico catavento.
Catarina Oliveira
DIDA/ IGESPAR, I.P. / 2009

Imagens