Saltar para o conteúdo principal da página

Hotel Parque - detalhe

Designação

Designação

Hotel Parque

Outras Designações / Pesquisas

Hotel Parque de São Martinho do Porto / Hotel Parque de São Martinho do Porto(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Alcobaça / São Martinho do Porto

Endereço / Local

Rua General Carmona
São Martinho do Porto

Número de Polícia: 3

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Edital n.º 75/2009 de 6-10-2009 da CM de Alcobaça
Deliberação de 1-09-2009 da CM de Alcobaça a aprovar a classificação como de IM
Em 24-06-2008 foi dado conhecimento do despacho à CM de Alcobaça
Despacho de encerramento de 26-05-2008 do director do IGESPAR, I.P.
Proposta de encerramento de 14-05-2008 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo, por não ter valor nacional
Pedido de parecer de 9-11-2007 da CM de Alcobaça sobre a eventual classificação como de IM

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O edifício hoje conhecido como Hotel Parque de São Martinho do Porto foi construído em 1910 para habitação do seu primeiro proprietário, de nome António Rosa, que regressara à vila depois de ter feito fortuna no Brasil. O projecto pertenceria a um arquitecto brasileiro, resultando numa autêntica casa de "torna-viagem", como eram apelidados os emigrantes que voltavam às suas terras para engrossar as fileiras da burguesia local com os lucros do seu esforço além-mar. As grandes dimensões desta casa, destinadas a mostrar a todos a riqueza do seu proprietário, levaram a que este mesmo adaptasse vinte anos depois o imóvel a pensão - a Pensão Rosa - e depois a hotel, com o mesmo nome, antes de ter a denominação actual. Desta forma, o edifício é também testemunho de São Martinho do Porto como um dos mais importantes e tradicionais locais de veraneio da costa Oeste.
O edifício principal tem planta em forma de largo U, com duas curtas alas laterais envolvendo a fachada. Os três corpos desenvolvem-se em dois pisos, uma cave bastante alta e um piso de habitação, encimado por águas furtadas. Sobre a ala esquerda, ocupando a sua metade posterior, ergue-se um torreão com três pisos e cobertura em coruchéu piramidal, resultante de uma intervenção posterior, já que a cobertura original era em cúpula. A fachada principal é vazada por janelas com molduras em cantaria recortada estilo arte nova, e por uma porta central encimada por óculo redondo, ambos ligados por uma moldura única, sob frontão circular. Nos topos, correspondentes às alas laterais, abrem-se janelas duplas de sacada. Toda a fachada é percorrida por um friso superior de azulejos rosa e verde.
O edifício está envolvido por um amplo jardim murado, com relvados, canteiros floridos, troços lajeados e árvores de bom porte, incluindo as habituais palmeiras, que lhe dão um toque de exotismo. O conjunto constitui parte do núcleo mais característico de São Martinho do Porto, merecendo sem dúvida a sua protecção enquanto imóvel de interesse municipal.
Sílvia Leite / DIDA-IGESPAR, I.P. / 2011

Imagens