Saltar para o conteúdo principal da página

Imóvel sito no Largo da Corredoura, 10 - detalhe

Designação

Designação

Imóvel sito no Largo da Corredoura, 10

Outras Designações / Pesquisas

Casa no Largo da Corredoura, n.º 10 (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Serpa / Serpa (Salvador e Santa Maria)

Endereço / Local

Largo da Corredoura
Serpa

Número de Polícia: 10

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação para IM - Interesse...

Cronologia

-

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Situado no lado Norte do largo da Corredoura, espaço urbano extramuros hoje algo desqualificado em termos arquitetónicos, o imóvel com o nº 10 representa, apesar da sua simplicidade, uma exceção. Composto por dois pisos, a fachada que dá para o largo surge dividida em três módulos verticais com uma alternância de portas-janelas de sacada com gradeamento de ferro forjado (primeiro piso) e portas de recorte retangular (rés-do-chão) encontrando-se, uma delas, alterada pela instalação de uma montra. Um interessante friso com azulejos Arte Nova de motivos florais separa o rés-do-chão do andar nobre. A fachada é ainda rematada por cornija contínua, seguida de uma platibanda decorada com elementos cerâmicos esmaltados a branco. Ao nível da cobertura destaca-se a presença de um lanternim. O alçado posterior, resguardado da malha urbana, orienta-se para um pequeno logradouro que confina com a muralha construída no reinado de D. Dinis, imóvel classificado como Monumento Nacional desde 1954.
No interior assinalam-se, sobretudo ao nível do rés-do-chão, alterações à estrutura primitiva pela subdivisão de dependências por meio de tabiques.

História
As fontes escritas referem que, em 1758, para o sul e sueste da antiga vila não existia ocupação do espaço onde hoje se encontra o Largo da Corredoura. O aforamento do Rossio de S. Roque, em 1844, e o alargamento da porta da Corredoura, em 1850, são indícios de que o largo terá sido criado por volta dessa época. Assim, ao longo do século XX foram sendo construídas diversas casas adossadas ao alçado exterior da muralha, tal como o presente imóvel com o n.º 10. Ana Sofia Antunes/C. M. Serpa, adaptado por Maria Ramalho/DGPC/2016.