Saltar para o conteúdo principal da página

Moinho da Longueira - detalhe

Designação

Designação

Moinho da Longueira

Outras Designações / Pesquisas

-

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Odemira / Longueira/ Almograve

Endereço / Local

-

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Despacho de encerramento de 30-03-2006

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
O moinho de vento da Longueira que se encontra associado a outra construção idêntica, localizada um pouco mais a Sul, situa-se em pleno centro da aldeia que lhe deu o nome, no denominado Largo dos Moinhos. Trata-se de uma construção de planta circular simples e regular, elaborada em pedra aparelhada e rebocada, sobre a qual assenta uma estrutura de madeira que serve de suporte ao tejadilho de chapa zincada com sistema básico de rotação por meio de sarilho interior. Atualmente o moinho apresenta-se caiado de branco, com barras azuis pintadas quer no soco, como em redor da porta e das pequenas janelas voltadas a Este. Permanecem ainda no interior vários objetos relacionados com o funcionamento do moinho tais como as sacas, a balança, os pesos, ou as peneiras.

História
Tendo em conta as informações orais e o registo existente na entrada, a construção do moinho é de 1920, tendo depois sido adquirido pelo município em 1991. O objetivo da Câmara Municipal de Odemira foi restaurar toda estrutura, intervenção esta que decorreu em 1992, de modo a que fosse possível que o moinho voltasse a laborar preservando assim não só uma antiga tradição como uma atividade que teve grande relevância na região.
Durante alguns anos o moinho contou com o trabalho de um moleiro, funcionário municipal mas, após a sua aposentação passou a funcionar como posto de turismo, atividade que durou apenas dois anos. Hoje mantém-se aberto ao público necessitando, no entanto, que a visita seja preparada previamente, sendo para tal necessário contatar os serviços municipais.

Maria Ramalho/DGPC/2017, com o apoio de Ana Tendeiro Gonçalves, C. M. de Odemira.

Bibliografia

Título

Os moinhos do concelho de Odemira no século XXI, 2009.

Local

-

Data

2009

Autor(es)

Ana Tendeiro GONÇALVES

Título

Cerealicultura e Farinação no Concelho de Odemira - da Baixa Idade Média à Época Contemporânea

Local

Odemira

Data

2009

Autor(es)

QUARESMA, António Martins