Saltar para o conteúdo principal da página

Estação Arqueológica do Sabugal Velho - detalhe

Designação

Designação

Estação Arqueológica do Sabugal Velho

Outras Designações / Pesquisas

Castro do Sabugal Velho
Acampamento romano do Sabugal Velho / Povoado do Sabugal Velho / Estação Arqueológica do Sabugal Velho (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt) / (Ver Ficha em www.arqueologia.patrimoniocultural.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Sabugal / Aldeia Velha

Endereço / Local

Cabeço da Senhora dos Prazeres
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como SIP - Sítio de Interesse Público

Cronologia

Declaração de retificação n.º 749/2013, DR, 2.ª série, n.º 125, de 2-07-2013 (retificou "E" para "É" no artigo único do diploma anterior) (ver Declaração)
Portaria n.º 412/2013, DR, 2.ª série, n.º 120, de 25-06-2013 (com restrições) (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13702/2012, DR, 2.ª série, n.º 222, de 16-11-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 22-10-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Nova proposta de 16-10-2012 da DRC do Centro para a classificação como SIP
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Devolvido em 25-05-2006 para juntar proposta de ZEP
Proposta de 20-06-2006 da DR de Castelo Branco para a classificação como IIP
Despacho de abertura de 21-11-2002 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 19-11-2002 da DR de Castelo Branco
Nova proposta de 25-10-2002 da CM de Sabugal
Proposta de classificação de 7-11-1986 da CM de Sabugal

ZEP

Despacho de concordância de 30-07-2014 do subdiretor-geral da DGPC
Parecer favorável de 3-07-2014 da SPAA do CNC
Proposta de 7-08-2013 da DRC do Centro para não ser fixada ZEP, nos termos do art.º 55.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23-10
Devolvido à DRC do Centro em 5-07-2013 para reanálise
Parecer de 22-10-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a fixação de uma ZEP idêntica à ZGP
Proposta de 16-10-2012 da DRC do Centro para não ser fixada ZEP

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Sítio
A Estação Arqueológica do Sabugal Velho localiza-se no Cabeço da Nossa Senhora dos Prazeres, freguesia de Aldeia Velha, no concelho do Sabugal. Implanta-se na Serra da Aldeia Velha, num cabeço a de 1019 m de altitude, cerca de 2 km a sudoeste da Aldeia Velha, junto à Capela de Nossa Senhora dos Prazeres. Disfrutava de um eficaz controlo das linhas de circulação e da paisagem circundante, nomeadamente das ribeiras de Aldeia Velha e de Alfaiates, numa região de abundantes recursos, com terrenos com elevada aptidão agrícola e jazidas de ferro e estanho.
As escavações arqueológicas revelaram uma ocupação repartida em dois períodos distintos, o mais antigo com início na Idade do Bronze Final e prolongando-se pela Idade do Ferro e, o mais recente, balizado entre os séculos XI e XIII.
Detinha um complexo sistema defensivo, erguido desde a Proto-História, que complementava as insuficientes condições naturais. Protegia os povoados fortificados das duas fases de povoamento, ambos com fortes evidências de atividade metalúrgica. Da primeira fase, cuja preservação foi fortemente comprometida pela ocupação medieval que reaproveitou a pedra das suas estruturas para as novas edificações, identificou-se uma cerca em alvenaria seca de granito e xisto, com uma largura entre os 4 e os 10 metros. A face exterior, bem aparelhada, contrastava com a interior rudemente afeiçoada. Definia um recinto oval com 4,5 hectares, possivelmente com acesso realizado através de uma porta colocada a ocidente, e a sua ereção parece remontar à 2ª metade do 1º milénio a.n.e., não excluindo a hipótese de uma muralha prévia colmatada pelos restauros posteriores. Dispunha de um torreão de planta quadrangular de funcionalidade incerta, mas que deveria tratar-se de um posto de vigilância. Da Idade Média os vestígios estão mais bem preservados e podem correspondem à aldeia de Abaroncinos, de fundação leonesa. Reconhece-se um povoado de planta ortogonal, que regista uma ampliação do espaço fortificado, obtido pela remodelação do anterior sistema defensivo. Assim, no local original da entrada foi construído um terraço, a comunicação ao exterior passou a ser feita por uma passagem a sul, e foi levantada uma nova muralha em terra batida que o circunda a noroeste e sudoeste, no exterior da preexistente, com um fosso escavado entre estas. A referida estrutura atingia 2 metros de altura e 6 de espessura. O arruamento principal, ladeado de pequenas construções com porta para a rua, atinge uma largura de 5 metros, enquanto as artérias perpendiculares, secundárias, apresentam uma dimensão entre os 2 e os 3 metros. A escavações permitiram o registo de uma ferraria destinada a ferragens de animais. As habitações do povoado erigidas em alvenaria de xisto sem ligante, teriam planta retangular de piso único, sem divisórias internas, e seriam cobertas por materiais perecíveis, indicando uma população de parcos recursos económicos.
História
A Estação Arqueológica do Sabugal Velho foi divulgada em 1905, por Joaquim Manuel Correia, no artigo Antiguidades do Concelho do Sabugal, publicado no O Archeólogo Português. No entanto, a natureza do sítio apenas foi revelada pelas várias campanhas de escavação efetuadas entre 1998 e 2002, promovidas pela Câmara Municipal do Sabugal, no âmbito do Projeto Estudo e Valorização do Povoado do Sabugal Velho, sob a direção cientifica de Marcos Daniel Osório da Silva, que possibilitaram a recolha de um manancial de informação e resultaram em diversas publicações que alteraram substancialmente a perceção do monumento.
Ana Vale
DGPC, 2020

Imagens

Bibliografia

Título

Inventario dos vestigios arqueologicos do concelho do Sabugal

Local

-

Data

-

Autor(es)

REI, José Manuel Lourenço

Título

300 Sítios arqueológicos visitáveis em Portugal, Al-madan

Local

Almada

Data

2001

Autor(es)

RAPOSO, Jorge

Título

Metalurgia no povoado fortificado alto-medieval do Sabugal Velho (Sabugal, Guarda), in Mil Anos de Fortificações na Península Ibérica e no Magreb (500-1500)

Local

Palmela

Data

2001

Autor(es)

OSÓRIO, Marcos

Título

Indícios de vitrificação da muralha proto-histórica do Sabugal Velho, in Mil Anos de Fortificações na Península Ibérica e no Magreb (500-1500)

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

Sabugal Velho e Caria Talaia - duas morfologias de povoamento, a mesma cronologia, Sabucale, 2.

Local

Sabugal

Data

2010

Autor(es)

OSÓRIO, Marcos

Título

Tipologias de aparelho construtivo do Sabugal Velho. Contributos para o estudo dos sistemas defensivos proto-históricos e medievais, Côavisão ¿ Cultura e Ciência (Actas do I Congresso de Arqueologia de Trás-os-Montes, Alto Douro e Beira Interior)

Local

Foz Côa

Data

2005

Autor(es)

OSÓRIO, Marcos

Título

Génese e Transformação da Estrutura do Povoamento do I Milénio a.C na Beira Interior. Tese de Mestrado .

Local

Coimbra

Data

2006

Autor(es)

SILVA, Ricardo Costeira da