Saltar para o conteúdo principal da página

Cruzeiro de Gatões - detalhe

Designação

Designação

Cruzeiro de Gatões

Outras Designações / Pesquisas

Cruzeiro de Gatões (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Coimbra / Montemor-o-Velho / Montemor-o-Velho e Gatões

Endereço / Local

- -
Gatões

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Edital n.º 159/2005 de 25-07-2005 da CM de Montemor-o-Velho, publicado em 2-09-2005

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Implantado no adro murado da Junta de Freguesia de Gatões, junto à Rua Principal, o Cruzeiro de Gatões é uma estrutura quinhentista composta por crucifixo assente sobre uma base de dois degraus, recente, e sobre um pedestal quadrado, liso. A coluna dórica exibe no fuste a inscrição HVA AVE M(ARI)A / PECADOR TE PEDE Q/VEM ESTA / (cruz) AQVI FEZ / POR 1558. O conjunto é rematado por uma cruz de braços, sem qualquer decoração.
História Implantados nas rotas viárias, nomeadamente em encruzilhadas, os cruzeiros medievais e modernos constituíam-se como marcos de caminho, não só indicando direções, mas também tendo uma função religiosa. Efetivamente, estes padrões carregavam uma cultura popular de proteção, sendo erguidos para proteger as almas de quem transitava ou marcando a memória de determinado acontecimento, pedindo, por vezes, orações a quem passasse pelo local.
O cruzeiro de Gatões parece inscrever-se neste último caso. Erguido em 1558, conforme indica a inscrição na coluna, este cruzeiro de beira de caminho estaria originalmente no lugar de Borda da Estrada, que se situa nos limites da freguesia. A sua execução na centúria de Quinhentos testemunha a dinâmica artística da região de Montemor-o-Velho nesse período, sendo um dos poucos cruzeiros renascentistas que subsiste no concelho.
O Cruzeiro de Gatões foi classificado como de interesse municipal em 2005
Catarina Oliveira
DGPC, 2018

Imagens