Saltar para o conteúdo principal da página

Conjunto constituído pelo Mercado Municipal, Repartição de Finanças/Junta de Freguesia, Biblioteca Municipal e Fonte das Três Bicas - detalhe

Designação

Designação

Conjunto constituído pelo Mercado Municipal, Repartição de Finanças/Junta de Freguesia, Biblioteca Municipal e Fonte das Três Bicas

Outras Designações / Pesquisas

Mercado Municipal de Moura (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt) / Fonte das Três Bicas (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Moura / Moura (Santo Agostinho e São João Baptista) e Santo Amador

Endereço / Local

Praça Sacadura Cabral
Moura

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Despacho de revogação de 16-07-2009 do director do IGESPAR, I.P.
Parecer de 15-07-2009 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P. a propor o arquivamento do processo, por não ter valor nacional
Despacho de abertura de 7-02-2006
Proposta de 10-02-2006 da DR de Évora
Proposta de 11-05-2005 da CM de Moura

ZEP

Sem efeito, devido à revogação do despacho de abertura do procedimento de classificação
Proposta de 24-06-2009 da DRC do Alentejo

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Os imóveis Mercado Municipal, Repartição de Finanças / Junta de Freguesia, Biblioteca Municipal e Fonte das Três Bicas constituem uma frente de rua do centro histórico de Moura, formando um conjunto com características muito particulares. Os edifícios albergam serviços públicos municipais, e são de fundamental importância no tecido urbano, para além de se apresentaram como testemunhos históricos e arquitectónicos da cidade. De facto, este conjunto ainda engloba alguns troços da muralha de Moura, em cujo percurso se alinham. Para além disso, seguem uma evolução cronológica linear, desde a Biblioteca, integrando a Fonte das Três Bicas, do século XVIII, passando pelo edifício oitocentista da Repartição de Finanças, até à Câmara Municipal, imóvel de transição dos séculos XIX-XX, e ao Mercado, obra contemporânea (do Arquitecto Jorge Segurado).
Sílvia Leite / DIDA - IGESPAR, I.P. /2009