Saltar para o conteúdo principal da página

Parque Delfim Guimarães - detalhe

Designação

Designação

Parque Delfim Guimarães

Outras Designações / Pesquisas

Jardim Delfim Guimarães / Parque Delfim Guimarães / Jardim Delfim Guimarães / Jardim-Parque da Amadora(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Amadora / Venteira

Endereço / Local

Avenida da República
Amadora

Avenida Gago Coutinho
Amadora

Rua Elias Garcia
Amadora

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Aviso de 26-03-2009 publicado no Boletim Municipal de 16-04-2009 (rectificou a planta)
Deliberação de 15-10-2008 da CM da Amadora a rectificar a planta do aviso anterior
Aviso de 17-04-2006 publicado no Boletim Municipal de 17-04-2006
Deliberação de 30-06-2005 da AM da Amadora a aprovar a classificação como de IM
Em 19-05-2004 foi dado conhecimento do despacho à CM da Amadora
Despacho de encerramento de 7-05-2004 do presidente do IPPAR
Deliberação de 4-05-2005 da CM da Amadora a aprovar a classificação como de IM
Proposta de 23-04-2004 da DR de Lisboa para encerramento do procedimento de âmbito nacional, por o imóvel não ter valor nacional
Deliberação de 16-10-2002 da CM da Amadora para proceder à classificação do imóvel

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
O Parque Delfim Guimarães situa-se no centro da Amadora, na zona mais antiga da cidade, entre a Avenida Elias Garcia e a linha de caminho de ferro que, desde finais do século XIX, contribuiu decisivamente para a expansão do primitivo aglomerado urbano designado como Porcalhota.
Correspondendo ao mais antigo e emblemático espaço verde do concelho, construído na década de 30 do século XX, por iniciativa da então estrutura municipal sediada em Oeiras foi primeiro apelidado de Jardim-Parque da Amadora, ocupando os terrenos agrícolas situados nas imediações do bairro Santos Mattos, primeiro conjunto habitacional da cidade.
O espaço integrado no Parque organiza-se a partir de uma pérgola central, dotada de fonte e bancos em redor. A partir deste espaço definem-se caminhos sinuosos, pontuados por canteiros de roseiras e herbáceas. O jardim possui, igualmente, alguns elementos importantes para a história local como o busto do poeta Delfim Guimarães que deu o nome ao espaço e que se encontra implantado numa rotunda intermédia assim como algumas lápides comemorativas de efemérides locais.
Inicialmente o parque integrou um tradicional espaço com areia balouços e escorregas, conjunto que, depois de ter sido reformulado, se transformou num moderno parque infantil obedecendo às novas normas de segurança. Igualmente numa intervenção mais recente foi criada uma "zona de estadia formal", dotada de bancos e cadeiras.
História
O Parque Delfim Guimarães deve o seu nome ao poeta que viveu e faleceu na cidade (1872-1933) tendo contribuído para esta iniciativa o tenente Cândido Pinheiro, vereador da Câmara de Oeiras, residente na então freguesia da Amadora. O conjunto ajardinado foi inaugurado a 27 de Junho de 1937, na presença do Presidente da República, General Óscar Carmona, escassos dias depois de a Amadora ter sido elevada à categoria de vila. Em 1997 o jardim foi sujeito a obras de reconversão a cargo da Arquiteta Paisagista Patrícia França, tendo estas sido parcialmente concluídas em 2002. Em 2015 o espaço foi novamente objeto de uma intervenção, apostando-se desta vez numa poda algo radical das árvores existentes, intervenção esta com impactos negativos no valor paisagístico do conjunto, tendo sido reduzidas as áreas de sombra e a bela mancha verde que caraterizava o local. De notar que este é um dos poucos espaços verdes existentes na zona central da cidade tão intensamente urbanizada, algo que hoje se sabe ser indispensável para a melhoria da qualidade de vida da população.
Paulo Fernandes/IPPAR/2007. Atualizada por Maria Ramalho/DGPC/2015.

Imagens

Bibliografia

Título

Concelho de Oeiras e freguesia da Amadora: apontamentos para a sua história

Local

Oeiras

Data

1969

Autor(es)

SIMÕES, A. Martinho

Título

Arquitectura e paisagem do concelho da Amadora. Levantamento dos edifícios e espaços com interesse histórico

Local

Amadora

Data

1982

Autor(es)

FERNANDES, José Manuel

Título

Património Classificado. Município da Amadora

Local

Amadora

Data

2009

Autor(es)

ENCARNAÇÃO, Gisela, XAVIER, Gabriela

Título

Páginas de História da Amadora. Colectânea de artigos

Local

Amadora

Data

1987

Autor(es)

CALLIXTO, Vasco