Saltar para o conteúdo principal da página

Casa Aprígio Gomes - detalhe

Designação

Designação

Casa Aprígio Gomes

Outras Designações / Pesquisas

Centro Ciência Viva da Amadora / Casa Aprígio Gomes / Galeria Artur Bual(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Amadora / Venteira

Endereço / Local

Rua Gonçalves Ramos
Amadora

Número de Polícia: 54 B

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Aviso de 17-04-2006 publicado no Boletim Municipal de 17-04-2006
Deliberação de 30-06-2005 da AM da Amadora a aprovar a classificação como de IM
Em 24-06-2004 foi dado conhecimento do despacho à CM da Amadora
Deliberação de 4-05-2005 da CM da Amadora a aprovar a classificação como de IM
Despacho de encerramento de 24-05-2004 do presidente do IPPAR
Proposta de 4-12-2003 da DR de Lisboa para encerramento do procedimento de âmbito nacional, por o imóvel não ter valor nacional
Deliberação de 16-10-2002 da CM da Amadora para proceder à classificação do imóvel

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Localizada numa das entradas da cidade da Amadora, a Casa Aprígio Gomes é o testemunho dos primeiros tempos do desenvolvimento da Amadora, outrora lugar da Porcalhota uma zona essencialmente rural com alguns solares rodeados de quintas e uma escassa ocupação. A abertura do caminho-de-ferro Lisboa-Sintra e a construção de uma estação neste local veio facilitar a expansão urbana e a fixação de população. De facto, foi do lado sul da estação que se implantaram os primeiros focos de um urbanismo novo, nomeadamente habitações unifamiliares dotadas de pequeno jardim, neste caso destinadas a uma classe mais abastada.
A Casa Aprígio Gomes foi projetada em 1903 pelo arquiteto Guilherme Eduardo Gomes, o mesmo autor do edifício dos Recreios Desportivos da Amadora e do Chalet Desidéria.Trata-se de uma obra marcadamente eclética, dotada de três características essenciais: a existência de um torreão de três andares, cujo interior serve de ligação entre os vários pisos; a loggia de arcaria quádrupla ao nível do andar nobre (segundo piso), aberta por arcos de volta perfeita de cantaria; e uma segunda loggia , no extremo oposto à entrada, mais pequena que a anterior (formada apenas por dois pares de vãos a pleno centro), e definida por espaço quadrangular rematado por uma faixa de azulejos e cornija saliente. A cobertura é em cúpula de terminação cónica encimada por uma pequena esfera. Originalmente a casa encontrava-se rodeada por um jardim ou quintal com poço e moinho americano, elegantemente protegido por um muro alto com uma entrada virada à rua Luís de Camões.
Quando a Câmara Municipal da Amadora adquiriu o imóvel, este encontrava-se já em adiantado estado de abandono pelo que os primeiros trabalhos incidiram em estabilizar estruturalmente o conjunto, optando-se por construir uma caixa de betão e substituir integralmente as coberturas, processo que implicou algumas modificações na compartimentação interior, passando a englobar duas grandes salas. Relativamente aos exteriores, optou-se por eliminar o jardim integrando o imóvel na via pública através da colocação de calçada em seu redor.
História
José Aprígio Gomes nascido em Lisboa, a 22 de julho de 1867 e falecido a 16 de novembro de 1932 foi um abastado comerciante da capital que gozou de um grande prestígio na Amadora onde escolheu residir. Interveio em vários aspetos da sociedade de então sendo membro da "Liga de Melhoramentos da Amadora" e sócio benemérito dos Bombeiros Voluntários. Atualmente o edifício tomou o nome de "Galeria Municipal Artur Bual", dedicando-se à apresentação de exposições.
Paulo Fernandes/IGESPAR/2006. Atualizado por Maria Ramalho/DGPC/2016.

Imagens

Bibliografia

Título

Amadora grande e desconhecida: monografia

Local

Castelo Branco

Data

1991

Autor(es)

NEVES, Vítor Pereira

Título

O concelho da Amadora: pequena história de uma longa caminhada que chega ao fim

Local

Amadora

Data

1982

Autor(es)

SIMÕES, A. Martinho

Título

Arquitectura e paisagem do concelho da Amadora. Levantamento dos edifícios e espaços com interesse histórico

Local

Amadora

Data

1982

Autor(es)

FERNANDES, José Manuel

Título

Casa de estilização portuguesa, A Amadora, 14 de Abril, pp.6-7

Local

Amadora

Data

1912

Autor(es)

-

Título

Amadora, raízes e razões de uma identidade

Local

Amadora

Data

-

Autor(es)

GOMES, Paulino

Título

Damas e varões ilustres da Amadora. Exposição de caricaturas de Raquel e Roque Gameiro

Local

Amadora

Data

2000

Autor(es)

XAVIER, Gabriela

Título

Património Classificado. Município da Amadora

Local

Amadora

Data

2009

Autor(es)

ENCARNAÇÃO, Gisela, XAVIER, Gabriela