Saltar para o conteúdo principal da página

Recreios da Amadora (fachada) - detalhe

Designação

Designação

Recreios da Amadora (fachada)

Outras Designações / Pesquisas

Recreios da Amadora(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Amadora / Venteira

Endereço / Local

Avenida Santos Matos
Amadora

Número de Polícia: 2

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Aviso de 17-04-2006 publicado no Boletim Municipal de 17-04-2006
Deliberação de 30-06-2005 da AM da Amadora a aprovar a classificação como de IM
Em 24-06-2004 foi dado conhecimento do despacho à CM da Amadora
Deliberação de 4-05-2005 da CM da Amadora a aprovar a classificação como de IM
Despacho de encerramento de 24-05-2004 do presidente do IPPAR
Proposta de 23-12-2003 da DR de Lisboa para encerramento do procedimento de âmbito nacional, por a fachada não ter valor nacional
Deliberação de 16-10-2002 da CM da Amadora para proceder à classificação da fachada

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
O edifício, conhecido como "Recreios Desportivos da Amadora", corresponde a um dos mais importantes testemunhos patrimoniais do início de vida desta cidade com origem nos finais do século XIX, como resultado da expansão urbanística ligada à inauguração da estação de comboios da Porcalhota, estação esta que integrava a linha de caminho-de-ferro que, a partir de 1887, passou a ligar a capital a Sintra.
O edifício em causa, construído por iniciativa dos donos da "Fábrica de Espartilhos Santos Mattos & Cª" foi projetado em 1913, por Guilherme Eduardo Gomes, o mesmo autor da Casa Aprígio Gomes, imóvel da Amadora que também está classificado. Foi a 17 de Agosto de 1914 que o edifício dos Recreios, espaço especialmente amplo para a época foi inaugurado, destinando-se, sobretudo, à realização de festas mas também à apresentação de peças de teatro e, mais tarde, à exibição de cinema.
Trata-se de uma obra vincadamente neoclássica, destacando-se a fachada principal com os seus três registos cenográficos, o último dos quais com frontão triangular que, outrora, apresentava uma ampla composição escultórica no tímpano. Na realidade, toda a fachada sofreu ao longo dos anos diversas alterações, desaparecendo praticamente toda a requintada decoração sobre os vãos do primeiro piso, assim como o primitivo jardim rodeado por elegante gradeamento. No andar nobre, no entanto, é ainda possível observar um pano central rasgado por janelão de arco de volta perfeita que dá acesso a um varandim de secção ondulante e balaustrada de cantaria. Ao longo dos anos não só a fachada, como todo o edifício, foi objeto de sucessivas reformas nomeadamente nos anos 40 do seculo XX quando a fábrica e os Recreios foram vendidos. Nessa altura o edifício será convertido em sala de cinema, um projeto do arquiteto Raul Lima, passando a dispor de uma capacidade para 600 pessoas sendo a sala dotada também de um balcão construído em betão. Em 1979, numa altura em que a cidade de Amadora estava em franco crescimento, o Cine-Plaza, como era conhecido, foi novamente sujeito a obras, sobretudo nos interiores e frontaria. No entanto, escassos anos haveriam de passar para que o cinema fechasse as portas por inviabilidade económica. Adquirido em 1987 pela autarquia, foi lançado um concurso para a sua renovação ficando esta a cargo do arquiteto Conceição Silva. No entanto, somente em 1997 o novo espaço abriu as suas portas, ostentando uma alteração total de interior e exterior, destacando-se as superfícies em vidro que prolongaram o edifício. Hoje o espaço funciona como polo cultural, destinando-se à apresentação de diferentes tipos de espetáculos
História
Paralelamente à expansão urbanística da Amadora surge, também, a fixação de alguma atividade industrial, destacando-se a "Fábrica de Espartilhos Santos Mattos & Cª" inaugurada em 1895. Empregando mão-de-obra local, sobretudo mulheres, instituiu-se como a principal unidade fabril da zona, com grande impacto social.
Foi neste ambiente que nasceu a "Sociedade Recreios Desportivos da Amadora", constituída em 1912, por iniciativa do proprietário da fábrica José dos Santos Mattos e de António Rodrigues Correia. Esta fábrica estava ligada à famosa loja "Casa dos Espartilhos" na Rua do Ouro (n.ºs 123 e 125), exportando muitos dos seus artigos para as colónias. A intenção era, num primeiro momento, gerir os equipamentos desportivos anexos à fábrica, designadamente um campo de ténis e um ringue de patinagem mas o sucesso com as vendas de espartilhos, cintas e outros produtos congéneres que chegaram mesmo a ganhar numerosas medalhas internacionais, cedo determinou a necessidade de ampliação das instalações fabris e da atividade da sociedade, dando lugar à inauguração do edifício dos Recreios em 1914.
Paulo Fernandes/IGESPAR/2006. Atualizado por Maria Ramalho/DGPC/2016 com a colaboração de Gisela Encarnação/C. M. Amadora.

Imagens

Bibliografia

Título

Concelho de Oeiras e freguesia da Amadora: apontamentos para a sua história

Local

Oeiras

Data

1969

Autor(es)

SIMÕES, A. Martinho

Título

Amadora grande e desconhecida: monografia

Local

Castelo Branco

Data

1991

Autor(es)

NEVES, Vítor Pereira

Título

Arquitectura e paisagem do concelho da Amadora. Levantamento dos edifícios e espaços com interesse histórico

Local

Amadora

Data

1982

Autor(es)

FERNANDES, José Manuel

Título

Património Classificado. Município da Amadora

Local

Amadora

Data

2009

Autor(es)

ENCARNAÇÃO, Gisela, XAVIER, Gabriela

Título

Catálogo da exposição Centenário dos Recreios da Amadora

Local

Amadora

Data

2014

Autor(es)

XAVIER, Gabriela

Título

Páginas de História da Amadora. Colectânea de artigos

Local

Amadora

Data

1987

Autor(es)

CALLIXTO, Vasco

Título

Fábrica de espartilhos Santos Mattos e Cª

Local

Amadora

Data

1992

Autor(es)

XAVIER, Gabriela

Título

Damas e varões ilustres da Amadora. Exposição de caricaturas de Raquel e Roque Gameiro

Local

Amadora

Data

2000

Autor(es)

XAVIER, Gabriela