Saltar para o conteúdo principal da página

Portal do Arqueólogo

Portal do Arqueólogo  é dedicado a todos os profissionais que trabalham na área da arqueologia profissional e de investigação. Este serviço pretende facilitar e agilizar procedimentos decorrentes da prática profissional da arqueologia no território continental e promover a dinâmica entre a tutela do património arqueológico e o trabalhador/investigador. 

O Portal permite também o acesso a instituições profissionais e científicas na área do património histórico e arqueológico, com responsabilidades como entidades enquadrantes de trabalhos arqueológicos, para consulta de pedidos de autorização em que participam.

Neste espaço é ainda disponibilizada a pesquisa das ocorrências de património arqueológico, inventariadas no Endovélico - Sistema de informação e Gestão Arqueológica, com origem nos documentos técnicos existentes nos processos do Arquivo da Arqueologia Portuguesa, na bibliografia especializada, e nas ações de relocalização de novos sítios efetuadas pelos técnicos da DGPC e pelos técnicos das Direções Regionais de Cultura.

A atualização da base de dados é diária e permanente.

A localização geográfica dos sítios arqueológicos é fornecida a profissionais e investigadores que se registem no portal. 

O acesso registado no Portal permite:

·                Consulta de Autorizações para Trabalhos Arqueológicos por profissionais e empresas especializadas.
·                Gestão de relatórios entregues e a sua consulta on-line.
·                Consulta e preenchimento de curriculum vitae.
·                Localização geográfica de sítios arqueológicos.
·                Submissão on-line de Pedidos de Autorização para Trabalhos Arqueológicos (PATA).
·                Submissão on-line de Projetos de Investigação Plurianual de Arqueologia
·                Notificação por via eletrónica do despacho do PATA

Projeto Arqueosia – Modernização dos Serviços Digitais de Arqueologia

O projeto Arqueosia – Modernização dos Serviços Digitais de Arqueologia, financiado pelo SAMA 2020 e Medida Simplex+ 2018 e 2019 para a área governativa da Cultura, foi desenvolvido Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) - Departamento de Bens Culturais, em parceria com as quatro Direções Regionais de Cultura (DRC) de Portugal Continental, entre Agosto de 2017 e Abril de 2019.

Os principais objetivos consistiam na optimização das ferramentas digitais utilizadas nos serviços de gestão e salvaguarda do património arqueológico da DGPC e na criação de novos conteúdos, que permitissem uma maior aproximação e interação entre os cidadãos e este património.

Com a realização o projeto foi possível implementar uma plataforma colaborativa de edição, atualização e mapeamento de dados sobre património arqueológico, quer em laboratório, quer em trabalhos no terreno, entre a DGPC e as DRC, contribuindo para uma gestão mais eficaz e eficiente deste património.

Foi ainda desenvolvida uma nova versão do Portal do Arqueólogo, com nova imagem gráfica, nova estrutura de navegação mais intuitiva, e implementada a sua disponibilidade para dispositivos móveis, permitindo ampliar o acesso à informação. Esta nova versão permite ainda aos profissionais gerirem de modo mais eficaz a submissão de documentos técnicos e administrativos, bem como amplia as opções de edição e pesquisa na intranet.

No que se refere aos conteúdos informativos disponibilizados sobre sítios arqueológicos, registam-se alterações na estrutura e informação de alguns campos, nomeadamente a introdução de novos, a criação de um glossário para tipologia e períodos cronológicos e a uniformização na descrição dos sítios arqueológicos.

Foi ainda desenvolvido um geoportal, que permite a pesquisa georreferenciada de sítios arqueológicos de forma mais intuitiva, rápida e aberta a todos os utilizadores.

Uma outra vertente inovadora do projeto Arqueosia consistiu no desenvolvimento da área de Sítios Visitáveis, no Portal do Arqueólogo, que disponibiliza informação sobre sítios arqueológicos com condições de acesso e de visita, localizados em Portugal continental, procurando melhorar a transmissão da informação arqueológica, incentivar a sua partilha por públicos diversificados,  e deste modo, contribuir para uma participação mais ativa dos cidadãos na proteção e valorização deste importante legado cultural.



Repositório Arqueológico Nacional

No sentido de garantir uma maior transparência e acessibilidade equitativa à informação existente no Arquivo da Arqueologia Portuguesa conservado na DGPC, iniciou-se a 2013 a digitalização dos relatórios técnico-científicos de trabalhos arqueológicos, com vista à constituição de um repositório digital acessível online, tendo com o referencial a norma ISO 14721:2003 Open Archival Information System.

Assim, a partir de 05 de dezembro de 2018 ficará acessível no Portal do Arqueólogo a versão digital dos relatórios técnico-científicos de arqueologia (preliminares, progresso e finais), e dos relatórios de ciências complementares, arqueociências e de conservação e restauro, produzidos no âmbito de trabalhos arqueológicos e autorizados nos termos do Decreto-Lei n.º 164/2014 de 4 de novembro, que aprova o Regulamento dos Trabalhos Arqueológicos. Esta disponibilização depende da aceitação dos seus autores, ou após o fim do período de reserva científica previsto no Art.º 10º daquele diploma, no prazo máximo de 5 anos após a conclusão dos trabalhos de campo.

Os relatórios são disponibilizados apenas para os utilizadores registados no Portal do Arqueólogo, e mediante a aceitação dos Termos e Condições de Uso.

Mantém-se a disponibilização online de conteúdos do Endovélico – Sistemas de Informação e Gestão Arqueológica, acessível através do Portal do Arqueólogo, das fichas de “trabalhos arqueológicos” e “projetos arqueológicos”, correspondendo aos documentos que são registados e digitalizados diariamente. A disponibilização destes recursos depende da capacidade dos serviços.

Esta nova funcionalidade do Portal do Arqueólogo permitirá melhorar o acesso aos Relatórios de Trabalhos Arqueológicos que compõem o Arquivo da Arqueologia Portuguesa, visando disseminar a informação arqueológica de interesse público e contribuir para a sua reutilização como fonte de conhecimento.

Nota:

Dado que o limite estabelecido pela Circular nº1/2015 para a submissão de projetos de tipologia PIPA termina a 31 de Maio, coincidindo este ano com um domingo, estender-se-á o prazo por mais um dia, cessando assim a 1 de junho, segunda-feira.

Contactos

Palácio Nacional da Ajuda
1349-021 Lisboa
T. +351 21 361 42 40
portalarqueologo@dgpc.pt

Legislação

Regulamento de Trabalhos Arqueológicos, em vigor desde 11 de novembro de 2014 - Decreto-lei nº 164/2014, de 4 de novembro 

Anterior Regulamento de Trabalhos Arqueológicos - Decreto 270/99, de 15 de julho

Lei de bases da política e do regime de protecção e valorização do Património Cultural Lei 107/2001 de 8 de setembro

Circulares

Projetos de Investigação Plurianual de Arqueologia - Circular nº 1/2015 

Trabalhos de Antropologia Biológica em Contexto Arqueológico - Circular Nº 1 / 2014

Directiva sobre apresentação de relatórios finais relativos a prospecções arqueológicas subaquáticas recorrendo ao uso de métodos geofísicos de detecção remota - Circular de 12 de agosto de 2010

Relatórios de Trabalhos Arqueológicos_Documentação digital - Circular de 27 dezembro 2011

Relatórios de Trabalhos Arqueológicos_Documentação Fotográfica - Circular de 12 agosto 2010_

Termos de referência para o descritor Património Arqueológico em Estudos de Impacte Ambiental - Circular de 10 dezembro 2004

Formulários

Formulário_Ficha de Sítio e Trabalho arqueológico para actualização do Endovélico -

Ver também Ficha de Sítio e Trabalho arqueológico para actualização do Endovélico_Instruções de preenchimento 

e Listas de campos para preenchimento da base de dados – Endovélico

Requerimento para processamento de subsídio para trabalhos arqueológicos

 

Outros documentos

Painel Nacional de Avaliação 2015 - Projetos de Investigação Plurianual de Arqueologia

Repositório Arqueológico Nacional - Termos e Condições de Uso