Saltar para o conteúdo principal da página

Campanha de obras para recuperação do edifício

Iniciámos no final de 2013 os trabalhos mais urgentes de uma campanha de obras para recuperação global do Palácio Nacional da Ajuda. Na ala Sul, com a fachada do edifício virada para o Tejo em muito mau estado de conservação, reparámos as cantarias das fachadas e os caixilhos de portas e janelas. Na ala Norte, onde várias áreas de serviços tinham condições de funcionamento pouco satisfatórias, remodelámos o refeitório, as instalações sanitárias e algumas salas de trabalho.

Ala Sul – Fachada virada para o Tejo

Os dois pisos inferiores da ala Sul correspondem a espaços visitáveis do Museu e no piso superior estão instalados alguns serviços da DGPC. Esta é a fachada mais problemática do Palácio, porque se encontra muito exposta aos ventos e chuvas de sudoeste que são dominantes na cidade de Lisboa. Era urgente reparar esta fachada, com vários pontos de entrada de água no interior do edifício que provocava danos nos revestimentos interiores.

Limpámos tas áreas onde existia sujidade no revestimento em calcário lioz, revimos as juntas, fixámos elementos fraturados ou soltos e corrigimos algumas pendentes para escoamento de águas. Também restaurámos os caixilhos de madeira de todas portas e janelas.

Ala Norte - Refeitório, sanitários e áreas de trabalho

A ala Note do Palácio é uma área de serviços que acolhe vários departamentos da DGPC e do Secretário de Estado da Cultura. As infraestruturas desta zona necessitavam de obras urgentes.

Modernizámos o refeitório, aumentando também a área de cozinha e copa; requalificámos as instalações sanitárias do piso inferior, agora com uma cabina acessível; e retirámos as alcatifas de algumas salas, proporcionando melhores condições de higiene e saúde a quem lá trabalha.

  

  • Projeto e fiscalização: DGPC / DEPOF
  • Arquitetura: Luísa Cortesão com colaboração de Jorge Carvalheiro
  • Engenharia civil: Bruno Afonso e Elizabeth Carvalheira
  • Engenharia eletrotécnica: Artur Valente e Nuno Tomaz
  • Engenharia mecânica: João Rocha
  • Coord. de segurança em obra: Júlio Antunes
  • Entidades executantes: Ecociaf, Ld.ª | Andaluga, Ld.ª | Cobeng, Ld.ª | In Situ, Ld.ª | OMEP, Ld.ª
  • Valor (IVA incluído): € 409.472,50
  • Prazo de execução: 75 dias
  • Data de conclusão: Dezembro 2013