Saltar para o conteúdo principal da página

Projetos 11/11/2020

Projeto TRANSMAT - Materialidades transnacionais (1850-1930): reconstituir coleções e conectar histórias aprovado pela FCT

Nos museus históricos portugueses, nomeadamente de arqueologia, encontramos diversas colecções estrangeiras com objectos oriundos de Itália, do Egipto, mas também de outros pontos de África, da Ásia, da América e da Oceânia. Como chegaram a Portugal e quando? Quem os recolheu? Com que objectivo foram deslocados dos seus lugares de origem? De que forma foram inseridos nas várias etapas de existência dos museus? Que valores e significados assumiram ao longo do tempo?

O projeto TRANSMAT pretende analisar as dinâmicas transnacionais suscitadas pela criação de colecções comparativas em museus históricos, coleções essas constituídas por objetos estrangeiros, parte deles coloniais.

O focus será assim colocado nas importantes, e em parte desconhecidas, coleções transnacionais do Museu Nacional de Arqueologia (Lisboa) e do Museu Municipal Santos Rocha (Figueira da Foz). A investigação abrirá novas perspectivas sobre a história do colecionismo e a história dos museus numa perspectiva global, enriquecerá as narrativas históricas, renovará os recursos teóricos e pedagógicos de museus, fornecerá orientação e direção para o futuro das coleções, reforçando ao mesmo tempo o papel dos museus enquanto 'trusted spaces’: arenas confiáveis de espaço público, liderança cívica e credibilidade intelectual.