Saltar para o conteúdo principal da página

Apresentações 16/05/2018

Estudo coordenado por investigadoras do LARC/DGPC destacado na National Geographic portuguesa

A edição portuguesa da revista National Geographic, no seu número especial “Cães e Gatos”, deu destaque a um estudo coordenado pelas investigadoras Ana Elisabete Pires e Catarina Ginja, do Laboratório de Arqueociências (LARC) da DGPC, num texto dedicado à história da domesticação de cães e gatos, e à sua expressão no registo arqueológio e na arte.

O texto parte de um artigo recentemente publicado na revista científica "Quaternary International", por uma equipa internacional, coordenada pelas referidas investigadoras portuguesas e onde se apresenta um estudo sobre cães Ibéricos e do Magrebe. 

Através de dados morfológicos, arqueológicos e paleontológicos, os investigadores concluíram que no passado a extensão da variabilidade morfológica, a par da existência de distintas linhagens genéticas, é muito evidente no período Romano. Esse período marca o início da diferenciação morfológica, verificada actualmente nas raças de cães.