Saltar para o conteúdo principal da página

Notícias 27/05/2019

Exposição “Na Rota das Catedrais - Construções (d)e Identidades” premiada pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM)

A exposição “Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades”, apresentada de 28 de junho a 30 de setembro de 2018 no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, foi distinguida com o Prémio APOM, na categoria “Exposição Temporária”.

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e o Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja, entidades parceiras na organização desta exposição inédita, congratulam-se pelo prestigiante galardão, anunciado sexta-feira, dia 24 de maio, em cerimónia realizada no Teatro Miguel Franco, em Leiria.

Comissariada por Marco Daniel Duarte, historiador de arte e diretor do Museu do Santuário de Fátima, a mostra premiada reuniu na Galeria D. Luís do Palácio da Ajuda mais de 110 peças provenientes de catedrais e igrejas de Portugal continental, Madeira e Açores, algumas classificadas como Tesouros Nacionais.

Com recurso a uma museografia atrativa, didática e contemporânea, criou-se uma narrativa que articulou a génese e a caraterização de cada um dos monumentos, ao mesmo tempo que fez sobressair a notoriedade do conjunto. Pretendia-se, assim, “transportar” o visitante para o território específico onde cada catedral se implanta.

Além da abrangência territorial, a exposição “Na Rota das Catedrais” destacou-se também pela amplitude do período cronológico representado – do séc. VIII a.C. até ao séc. XXI – e ainda pela diversidade dos objetos expostos: do mobiliário à ourivesaria, passando pela pintura, matéria têxtil, escultura, peças ligadas à prática litúrgica, livros antigos e partituras musicais.

O projeto “Rota das Catedrais”, no qual esta exposição se inspirou, nasceu de um acordo de cooperação assinado em 2009 entre a DGPC e o Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja. Trata-se de uma iniciativa extensível a todo o território português, que envolve parceiros locais, regionais e nacionais (através dos Cabidos, Paróquias e Direções Regionais de Cultura), a par de outras entidades, e que ao longo destes anos já resultou em muitas ações de valorização do património envolvido.

A exposição “Na Rota das Catedrais” teve o apoio mecenático da Fundação Millennium bcp, da Lusitânia Seguros e do Turismo de Portugal.

Com recurso a uma museografia atrativa, didática e contemporânea, criou-se uma narrativa que articulou a génese e a caraterização de cada um dos monumentos, ao mesmo tempo que fez sobressair a notoriedade do conjunto. Pretendia-se, assim, “transportar” o visitante para o território específico onde cada catedral se implanta.

Além da abrangência territorial, a exposição “Na Rota das Catedrais” destacou-se também pela amplitude do período cronológico representado – do séc. VIII a.C. até ao séc. XXI – e ainda pela diversidade dos objetos expostos: do mobiliário à ourivesaria, passando pela pintura, matéria têxtil, escultura, peças ligadas à prática litúrgica, livros antigos e partituras musicais.

O projeto “Rota das Catedrais”, no qual esta exposição se inspirou, nasceu de um acordo de cooperação assinado em 2009 entre a DGPC e o Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja. Trata-se de uma iniciativa extensível a todo o território português, que envolve parceiros locais, regionais e nacionais (através dos Cabidos, Paróquias e Direções Regionais de Cultura), a par de outras entidades, e que ao longo destes anos já resultou em muitas ações de valorização do património envolvido.

A exposição “Na Rota das Catedrais” teve o apoio mecenático da Fundação Millennium bcp, da Lusitânia Seguros e do Turismo de Portugal.

Pode adquirir o Catálogo da Exposição na Loja online DGPC