Saltar para o conteúdo principal da página

Museus, Monumentos e Palácios 10/12/2020

Palácio Nacional da Ajuda no epicentro de projeto inovador de inclusão social pela arte e pela cultura

Iniciativa “O Meu Palácio!” resulta de parceria entre o Património Cultural, a Junta de Freguesia da Ajuda e a Associação Cultural Cusca

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), através do Palácio Nacional da Ajuda (PNA), a Junta de Freguesia da Ajuda (JFA) e a associação Cusca – Cultura e Comunidade uniram-se para criar a iniciativa “O Meu Palácio!”, um projeto inovador de inclusão social através das artes e da cultura. O objetivo é aproximar a comunidade do “seu” Monumento, que se assume como um polo de criação de oportunidades para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O projeto, sustentado numa programação cultural desenhada pelo Serviço Educativo do PNA/DGPC, dispõe de uma verba de cerca de 118 mil euros para um período de três anos (2021-2023), no quadro doConcurso Rede DLBC Lisboa – Projetos inovadores e /ou Experimentais na área social. Trata-se de uma candidatura aprovada pelo Programa Operacional Lisboa 2020, no âmbito do Portugal 2020 e com financiamento FEDER.

Visitas orientadas, ateliês de arte e teatro comunitário, encontros de aprendizagem, jogos de xadrez e outros, encenações teatrais, oficinas de música, oficinas de costura e criação de guarda-roupa, oficinas de reparação e manutenção de edifícios antigos e oficinas de empregabilidade são algumas das atividades a dinamizar, pensadas para gerar proximidade ao Monumento e reforçar laços comunitários.

 

Contrariar o ciclo de pobreza destas famílias é o desígnio que faz nascer esta iniciativa. Neste quadro, fomentar o sucesso escolar, a empregabilidade e a participação cívica são metas a alcançar, através de um trabalho continuado que incentive o conhecimento e colaboração mútuos.

 

Para reforçar esta aproximação será constituída uma bolsa de mediadores/embaixadores do Palácio. Mais do que abrir as portas do monumento à comunidade, pretende-se o envolvimento efetivo da população na criação de uma Programação Artística e Cultural da Comunidade da Ajuda.

 

 

 

 

 

O envolvimento da DGPC/PNA na iniciativa “O Meu Palácio!” evidencia o papel preponderante que as instituições guardiãs do Património Cultural desempenham na promoção de valores de cidadania, paz, inclusão e justiça social, posicionando-se como agentes ativos de mudança no seu tempo e no seu território mediante a assunção do poder transformador da arte e da cultura.

 

Este projeto destina-se em particular aos cidadãos (de todas as idades) residentes nos 3 bairros BipZip (Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária) da Ajuda: Casalinho da Ajuda, Bairro 2 de Maio e Rio Seco. A pensar na população mais jovem está também prevista uma articulação direta com as escolas locais, nomeadamente Escola Básica Homero Serpa, Escola Básica Manuel Sérgio e Escola Básica Alexandre Herculano.

 

Sobre a Freguesia da Ajuda:

“A freguesia tem cerca de 15.000 moradores. Estes residentes têm o Palácio Nacional da Ajuda como a sua referência comum. O Alto da Ajuda é um «território marginalizado» na freguesia e na cidade. Possui 2 bairros sociais com elevado potencial de desenvolvimento, com fragilidades. Nos territórios BipZip da Ajuda, há cerca de 4000 pessoas, que sofrem diversos fatores de exclusão e apresentam inúmeras vulnerabilidades. O Covid acentuou-as. Em Lisboa, (fonte CPCJ) a Ajuda destaca-se pelo alto nível de abandono e insucesso escolar das crianças e jovens, necessitando de encontrar opções de educação não formal que reintegrem as crianças e jovens em processos de valorização pessoal e de desenvolvimento de competências sociais.”

 

Sobre a Cusca – Cultura e Comunidade:

A Cusca – Cultura e Comunidade é uma associação cultural sem fins lucrativos comprometida com o desenvolvimento comunitário da Ajuda e a educação através de práticas artísticas participadas.