Saltar para o conteúdo principal da página

Museus, Monumentos e Palácios 07/11/2019

Nova série da RTP mostra museus desconhecidos da Rede Portuguesa de Museus

A RTP inicia, a 11 de novembro, a nova série documental “Em Busca do Museu Desconhecido”, cuja primeira temporada conta com a parceria da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e dá a conhecer instituições integradas na Rede Portuguesa de Museus. Da autoria das jornalistas Margarida Metello e Sofia Leite, a primeira temporada de “Em Busca do Museu Desconhecido” mostra ao público 17 instituições das 156 que integram a Rede Portuguesa de Museus, que agrega instituições museológicas com diferentes tutelas. Com emissão semanal na RTP 3, “Em Busca do Museu Desconhecido” percorre o mosaico do património português que estes museus representam, desde a Arqueologia, Artes Plásticas, Etnografia e História ao Património Industrial e Imaterial, de norte a sul do Continente e nas Regiões Autónomas.

As instituições da Rede Portuguesa de Museus que participam na primeira temporada desta série documental são: Museu da Luz (Aldeia da Luz, Évora), Casa de Camilo (Famalicão, Braga), Museu de Lanifícios (Covilhã, Castelo Branco), Casa Colombo – Museu do Porto Santo (Porto Santo, Madeira), Museu da Música Portuguesa (Cascais, Lisboa), Museu de Tavira - Núcleo islâmico e Bairro Almóada (Tavira, Faro), Museu Fundação Cupertino de Miranda (Famalicão, Braga), Ecomuseu do Barroso – Montalegre e Boticas (Vila Real), Casa do Arcano - Museu da Ribeira Grande (Ribeira Grande, São Miguel, Açores), Museu do Centro Hospitalar do Porto (Porto), Museu da Casa Grande (Freixo de Numão, Guarda), Museu Militar de Elvas (Elvas, Portalegre), Museu do Papel de Terras de Santa Maria (Santa Maria da Feira, Aveiro), Museu de Arte Sacra do Funchal (Funchal, Madeira), Museu de Arte Pré-histórica e do Sagrado no Vale do Tejo (Mação, Santarém), Museu Geológico (Lisboa) e Espaço-Museu e Villa Romana do Rabaçal (Rabaçal, Coimbra).

É à DGPC - através do Departamento de Museus, Conservação e Credenciação (DMCC) e da Divisão de Museus e Credenciação (DMC) – que compete a articulação e apoio à Rede Portuguesa de Museus, para a cooperação entre eles, incentivando a transversalidade de iniciativas e da comunicação e apoiando a formação, a informação / divulgação e a qualificação destes museus. A DGPC é ainda responsável pela credenciação de museus que pretendam vir a integrar esta Rede.

Esta parceria entre a DGPC e a RTP surge no mesmo ano em que é reativado o programa ProMuseus, que se destina a todas as entidades da RPM e concede financiamento através de concurso, e cujos objetivos são qualificar e preservar o património cultural, e melhorar a prestação de serviços ao público.