Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Legislação 10/09/2021

Candidatura das Festas do Povo de Campo Maior a Património Cultural Imaterial da Humanidade aceite pela UNESCO

A candidatura das Festas do Povo de Campo Maior a Património Cultural Imaterial da Humanidade foi aceite pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura e será uma das mais de 60 candidaturas, com origem em todos os continentes, que será analisada no decorrer da 16ª sessão do Comité do Património Mundial, a realizar entre 13 e 18 de dezembro, em Colombo no Sri Lanka.

Inscrita no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (INPCI) desde 2018, as Festas do Povo de Campo Maior, no distrito de Portalegre, são  uma manifestação de arte popular pública, sem periodicidade definida, que consiste na mobilização geral da comunidade com vista à decoração das ruas da vila com flores de papel, que resulta na transfiguração da vila de Campo Maior durante os dias das Festas, criando um “espaço cénico que arquiteta e edifica uma rua dentro da rua que projeta a cidade ideal, colorida, em festa, de portas abertas e sem distinções sociais”. Inicialmente designadas como Festas em Honra de São João Batista, foram realizadas, desde os finais do século XIX, 34 edições desta festividade, a última das quais em 2015. A sua organização e produção, sem calendário definido, reflete a vontade da comunidade em manter viva esta festividade, continuando a ser transmitida ativamente entre gerações: «Aos serões, a população campomaiorense começa a preparação das Festas, nas próprias casas, ou em garagens, onde trabalham em conjunto. No último caso, há uma visível distinção das tarefas: as mulheres, com as crianças, trabalham na feitura das flores, enquanto os homens se dedicam à construção das estruturas para a enramação das ruas. O trabalho de elaboração de flores de papel é feito maioritariamente por mulheres que o ensinam às (suas) crianças. É, portanto, uma transmissão de conhecimentos intergeracional, num ambiente informal e comunitário. Num contexto de maior formalização, o Agrupamento de Escolas tem desenvolvido, nos últimos anos, ações de sensibilização dos alunos, no âmbito das AEC - Actividade de Enriquecimento Curricular».

A inscrição no INPCI, bem como a atual candidatura à Lista Representativa da Património Cultural da Humanidade da UNESCO, liderada conjuntamente pela Entidade Regional do Turismo do Alentejo, a Associação das Festas do Povo de Campo Maior e o Município de Campo Maior, fazem parte da estratégia de salvaguarda e valorização desta manifestação, que prevê, entre outras ações, a criação do Centro Interpretativo das Festas do Povo de Campo Maior.

Conheça as candidaturas que serão avaliadas pela UNESCO em dezembro, em conjunto com as Festas do Povo de Campo Maior em https://ich.unesco.org/en/files-2021-under-process-01119