Saltar para o conteúdo principal da página

Palácio Nacional da Pena

O Palácio Nacional da Pena foi uma residência de Verão da Família Real Portuguesa desde 1838 até 1910, tendo-se transformado em casa – museu a partir de 1920, passando a estar aberto ao público com a designação de Palácio Nacional da Pena

Constitui o mais completo e notável exemplar de arquitectura portuguesa do Romantismo. Edificado a cerca de 500 metros de altitude, remonta a 1839, quando o rei consorte D. Fernando II de Saxe Coburgo-Gotha (1816-1885), adquiriu as ruínas do Mosteiro Jerónimo de Nossa Senhora da Pena e iniciou a sua adaptação a palacete. Para dirigir as obras, chamou o Barão de Eschwege, que se inspirou nos palácios da Baviera para construir este notável edifício. Extremamente fantasiosa, a arquitectura da Pena utiliza os "motivos" mouriscos, góticos e manuelinos, mas também o espírito Wagneriano dos castelos Schinkel do centro da Europa. Situado a 4,5 Km do centro histórico.

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC

Contactos e
Localização

Tutela:
Parques de Sintra – Monte da Lua, SA
Director(a):
António Nunes Pereira
Endereço:
Palácio Nacional da Pena - 2710-609 Sintra
GPS:
Lat: 38,7874004 Long: -9,390451299999995
Telf(s):
+ 351 219 105 340
Fax(s):
+ 351 219 105 841
E-mail:
geral@parquesdesintra.pt
Site:
http://www.parquesdesintra.pt/

Como chegar: Mais informações através: http://www.parquesdesintra.pt/planear-a-sua-visita/como-chegar/
Comboios: Comboio – Lisboa/Sintra
Autocarros urbanos: Nº 434, Estação de Sintra-Pena, Transporte Portão-Palácio e Palácio Portão

Inverno - das 10h00 às 18h00

Verão -  das 09h30 às 19h00

 

Ingresso

Época Baixa: Adulto - 11€; Sénior - 9€; Criança (6 aos 17 anos) - 9€ 

Isenções:

Gratuito para crianças até aos 5 anos.

Acolhimento: Receção, bilheteira, loja e cafetaria.

Exposição permanente: As artes decorativas no Séc. XIX e as ambiências decorativas desse período a 1910.

Centro de documentação / biblioteca

Auditório: Salão Nobre, Sala dos Veados, Torreão.

Outros: O Palácio integra-se no Parque da Pena, magnifico exemplo do jardim romântico de oitocentos, com uma excecional coleção botânica e trinta construções que se integram na filosofia romântica do espaço, das quais se podem destacar o Chalet da Condessa d’Edla, de 1864.

Serviço Educativo

Atividades e destinatários: Visitas guiadas e temáticas ao Palácio e ao Parque da Pena, ateliers e oficinas.

Responsável: Susana Morais

Tel.:  + 351 219 237 522

.“Guia ao Palácio Nacional da Pena”; .“Roteiro da Pena”; .“O jardim das porcelanas – Colecção de Porcelana oriental do PNP; .“Colecção de Ourivesaria do PNP”; .“Percurso pelo Parque”; .“Vitrais e Vidros: um gosto de D. Fernando II”.

Atualização em _____ de junho de 2014, informação fornecida a partir do site do IMC

Última actualização: 20 Fevereiro 2015

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC