Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Regional de Beja

O Museu Regional de Beja possui um vasto acervo patrimonial nomeadamente as coleções de Pintura, Arqueologia, Azulejaria, Escultura, Ourivesaria, Cerâmica Utilitária, Numismática Metrologia e Ferragens. O Núcleo de pintura reúne um importante conjunto de obras produzidas em Portugal Espanha e Holanda, entre os séculos XV e XVIII, dos primitivos portugueses destacamos o Ecce Homo, S. Vicente (atribuído ao Mestre Vicente Gil, da Escola de Coimbra), A Virgem da Rosa, e quatro trabalhos do pintor português António Nogueira, a saber A Visitação de Santa Isabel, A Descida da Cruz, A Ressurreição e a Ascensão. Da Coleção de Arqueologia destacamos o importante núcleo romano, e o conjunto de capitéis clássicos, de grandes dimensões do Fórum da Antiga Pax Júlia (a Beja romana). Na Coleção de Azulejaria salientamos a azulejaria hispano-árabe dos séculos XV e XVI. Os andores em prata dedicados a S. João Evangelista e S. João Baptista são as duas importantes obras de referência da Coleção de Ourivesaria do Museu Regional.

O Convento da Conceição foi fundado em 1459 pelos infantes D. Fernando e D. Brites, pais do rei D. Manuel I. Ao longo do tempo o seu espólio foi enriquecido com obras de ampliação e beneficiação, oferecendo por isso uma riquíssima panorâmica acerca da arte gótica, manuelina e barroca, expressa na arquitetura, na ourivesaria, na azulejaria, na pintura, na estatuária ou na talha. Do edifício original chegaram aos nossos dias a Igreja, a Sala do Capítulo, e o Claustro. O espólio do Museu Regional de Beja, instalado neste local desde 1927, foi entretanto muito ampliado com coleções provenientes de outros conventos e palácios da região. Entre o acervo do Museu, realçamos ainda o núcleo de pintura, composto por obras de mestres portugueses, espanhóis e holandeses, a secção lapidar, e a secção de Arqueologia, centrada essencialmente no período romano, muito rico nesta região. Núcleo Visigótico A partir de 1991 o Museu passou a integrar a Igreja de Santo Amaro, antigo templo paleocristão, onde se instalou o Núcleo Visigótico, considerado um dos mais importantes da Península Ibérica. Laboratório de Antropologia e Restauro de Materiais Arqueológicos e Pintura Além de encerrar um espólio importante no que concerne à história do país e da região, o Museu Regional de Beja presta também o mais variado tipo de apoio às instituições que requerem a sua colaboração. É nesse sentido que tem realizado inúmeras intervenções arqueológicas no distrito de Beja e procedido com regularidade à conservação e restauro de centenas de objetos provenientes de escavações. A partir de 1995, com a criação do Sector Educativo, o Museu tem feito um esforço no sentido de direcionar parte significativa da sua ação para as crianças e jovens do distrito. O objetivo é, por um lado, despertar nos mais novos o interesse pela história e património locais e, por outro, tornar o Museu um elemento cada vez mais interveniente na comunidade.

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC

Contactos e
Localização

Tutela:
Assembleia Distrital de Beja
Director(a):
José Carlos de Almeida Oliveira
Endereço:
Largo da Conceição, 7800 - 131 Beja
GPS:
Lat: 38,014008271134344 Long: -7,863076805557284
Telf(s):
+351 284 323 351
Fax(s):
+351 284 322 702
E-mail:
geral@museuregionaldebeja.net

Autocarros urbanos: Transporte por autocarro (urbanas)

Estacionamento: Parque de estacionamento pago.

Terça-feira a domingo: das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h15.

Encerra às segundas-feiras e feriados.

Ingresso

Bilhete normal: 2,00€

Isenções:

Membros APOM e ICOM
Funcionários de Museus
Jornalistas
Estudantes e professores
Pessoas com deficiência

Descontos:

Reformados: 1,00 €

Acolhimento

Loja  

Exposição permanente: "Azulejaria, arqueologia, pintura, Arte Sacra, ourivesaria".

Serviços Educativos

Atividades:

- Visitas a Brincar;

- Mistérios no Museu;

- Teatro de Sombras Chinesas;

- Era uma vez uma Moura encantada

- Visita Curvas e contracurvas um passeio pela época do barroco

- Foot Paper no Museu (um guia de visita que permite ao aluno percorrer os vários espaços do Museu Regional de forma autónoma, descobrindo várias curiosidades)

- Os Pesos e Medidas também têm uma história

Visitas temáticas

- Centro Histórico; O Convento da Conceição

- Viagem pela azulejaria; Pintores portugueses, espanhóis e flamengos

- A Igreja de Santo Amaro

- Da Pré-história à Pax Julia romana.

Destinatários: alunos do 1º ciclo ao Ensino Universitário.

Jornal o candil: O jornal o candil é um jornal distribuído por todas as escolas do Ensino Básico do distrito de Beja. A sua temática, sempre abordada com uma linguagem muito acessível, versa sobre o espólio do Museu e sobre a história e património da região.

Maletas pedagógicas: Nos Domínios da Pré-história; Alentejo romano; Pelo Mar Fora; Era uma vez o azulejo; Como se trabalha o ferro; Debaixo da terra. - Conjuntos de Diapositivos: Vem ver como se faz o pão; Vem ver como se molda o barro; Vem ver como se pinta um azulejo;Vem ver como se trabalha o ferro; Um passeio pelo Museu Regional de Beja; Os azulejos do Convento da Conceição; A Igreja de Santo Amaro (Núcleo Visigótico) ; S. João Baptista e a Banda Desenhada

Oficinas: Oficina de Azulejaria - O Azulejo Tem 1000 Anos; Oficina de Azulejaria; -Uma Escola Mais Bonita; Oficina de Jogos Tradicionais;

Ciclos de Cinema: Todos os anos o Museu Regional de Beja organiza um ciclo de cinema de animação subordinado a um tema especial.

Exposições itinerantes:

- Visita ao Museu Regional

- A Azulejaria do Convento da Conceição

- Intervenções Arqueológicas no Centro Histórico

- Um arqueólogo no Alentejo; Os Domínios da Pré-história

- Da História à Banda Desenhada; Da História ao Laboratório.

Responsáveis: Francisco Paixão/José Carlos Oliveira

Tel.: + 351 284 323 351

. Catálogo do Núcleo Visigótico do Museu Regional de Beja, 1993; . Edição “Num Museu tudo pode acontecer”, Programa dirigido às escolas; 1995.

Atualizado em ______ de Junho de 2014, sem informação fornecida pelo museu 

Última actualização: 30 Julho 2014

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC