Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Nogueira da Silva

O acervo do Museu Nogueira da Silva abarca as categorias de pintura, escultura, ourivesaria, mobiliário e cerâmica. A colecção de pintura é constituída por obras estrangeiras dos séculos XVI, XVII, e XVIII e portuguesas com temática exclusivamente religiosa e que cobrem igual período. Na escultura merecem destaque, além das obras de Jorge Barradas, a importante colecção de marfins como a placa representando a Virgem com o Menino, trabalho indo-português de influência Mongol, de meados do século XVII ou a Sagrada Família Hispano Filipina do século XVII. A colecção de ourivesaria inclui um conjunto de pratas, de que se destacam as raras serpentinas do início do século XIX ou peças da famosa joalharia Leitão e alguns objectos marcados de Braga. Da colecção de mobiliário, constituída por objectos nacionais e internacionais, destaca-se o “Cassone florentino” com pintura do século XV, bem como um contador indo-português seiscentista. A cerâmica é composta por porcelana da China de encomenda e por um conjunto de faianças dos séculos XV, XVI e XVII com alguns objectos notáveis, entre eles, um prato hispano-árabe do século XV-XVI ou os pratos de Aranhões, de faiança portuguesa do século XVII.

Trata-se de um museu criado a partir de um legado, feito em 1975, por António Augusto Nogueira da Silva, à Universidade do Minho. A doação incluiu, além das colecções, um edifício concluído nos anos sessenta do século XX, da autoria do arquitecto Rodrigues Lima.

O Museu Nogueira da Silva tem vindo a oferecer uma programação cultural variada de exposições, concertos, conferências e cursos livres. Logo no início dos anos 80 abriu uma galeria para exposições temporárias nas antigas garagens da casa e uma Fototeca num espaço do jardim onde, mais recentemente, também se instalou um núcleo museológico dedicado à escritora Maria Ondina Braga.

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC

Contactos e
Localização

Tutela:
Universidade do Minho
Director(a):
Carlos Corais
Endereço:
Avenida Central, 61 - 4710-228 Braga
GPS:
Lat: 41,5519126 Long: -8,42180380000002
Telf(s):
+351 253 601275
Fax(s):
+351 253 601089
E-mail:
sec@mns.uminho.pt
Site:
http://www.mns.uminho.pt/

Autocarros urbanos: 5, 16, 19, 27, 54, 56, 72, 80 e 82 (Transportes urbanos de Braga)

Estacionamento: Parque público (subterrâneo) frente ao Museu.

Acessibilidade: O Museu dispõe de rampas e elevadores.

Museu - terça a sexta-feira: 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00; Sábado das 14h00 às 17h00  

Galeria - terça a sexta-feira: 10h00 às 12h00 e  das 14h00 às 18h30. Sábado das 14h00 às 18h30  

Encerrado ao público ao Domingo, à segunda-feira e nos feriados. 

Ingresso

Bilhete Normal: 2,00 € 

Isenções:

Crianças até aos 14 anos, grupos escolares

Descontos:

Estudantes, Associação dos amigos do Museu Nós e o Museu, reformados: 1,00 €

Exposição Permanente. A exposição permanente desenvolve-se no primeiro piso a partir de um átrio com tapeçaria de Aubusson do século XVII e alguns móveis do século XVIII; a sala Jorge Barradas que funciona também como auditório; a sala romântica; o escritório onde se manteve quase intacta a decoração do tempo do legatário; a sala da pintura antiga; a “recâmara” com pratas e marfins; a sala das porcelanas; o corredor onde se agrupam as faianças, a porcelana europeia e a pintura estrangeira dos séculos XVII e XVIII; o salão nobre com mobiliário do séc. XVIII, pintura italiana e portuguesa e um piano que permite a realização regular de concertos e ainda o Jardim onde se podem ver obras de cerâmica de Jorge Barradas e painéis de azulejos holandeses do século XVIII.

Espaço Maria Ondina Braga dedicado à Escritora, com o seu espólio documental, mobiliário e objectos.

Fototeca com arquivos fotográficos do início e meados do séc. XX sobre Braga e a região e imagens da Ex-Diamang

Dois espaços para exposições temporárias: a Galeria da Universidade e a Galeria do Jardim

Dois auditórios - 1 com 70 lugares; outro com 50 lugares

Loja

Centro de Documentação / Biblioteca  Responsável - Carlos Corais  Especialização - Livros de Arte 

Serviços Educativos 

Actividades  Visitas gerais com ateliers de pintura destinadas ao público escolar e programas de visitas temáticas: “Pano p’ra mangas”; “À procura da bicharada”; “O Retrato”; "Música em construção”; Olhar, ouvir e sentir o Museu; Memórias de água: um percurso das fontes de Braga; Uma aventura no jardim; Música em construção; No meu tempo...; Há Teatro no Museu (oficina de férias); Outras Percepções: percursos multi-sensoriais para pessoas com deficiência visual; UM no MUSEU: encontros com ciência - Conjunto de Palestras organizadas pelo Departamento de Física da UM (“Os limites da visão”, “A Magia da Visão”, “Luz, visão e cor”, “Visão da arte”; Recepção aos alunos da UM.

Responsável  Maria Helena Trindade 

CARDOSO, Isabel Lopes e Silva, Vítor (2004) - Emmerico Hartwich Nunes. Retrato Sensível. Arte e Desenho Humorístico na Imprensa Alemã. Braga: MNS  Catálogos/desdobráveis correspondentes às exposições realizadas na Galeria da Universidade do Museu 

CORAIS, Carlos Cruz (2007) - Cadernos do Museu n.º 1: Desenho e Modelo, actas do Colóquio. Braga: MNS 

CRUZ, Maria Augusta Lima (1999) Rota do Cabo ligação de mundos. Braga: MNS 

CUSTÓDIO, Jorge (2002) - Um olhar sobre os vidros do Museu Nogueira da Silva . Braga: MNS 

Desdobrável bilingue com resumo da biografia do Doador, das colecções e das actividades.  FARIA, Óscar (2003) - Convergências. Obras da Colecção de Arte da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Braga: MNS. 

FRANÇA, Carlos e AFONSO, Sofia (2007) - Catálogo da exposição "5 Autores Luso-descendentes". Braga: MNS 

GUSMÃO, Artur Nobre (1994) - Vistas e olhares do Românico em Portugal na Fototeca do Museu Nogueira da Silva. Braga: MNS (Museu Nogueira da Silva) 

MACHADO, José Alberto Gomes (1994) - Pintura portuguesa séculos XVI-XVII-XVIII. Braga: MNS 

REGALO, Maria Helena (1999) - “Olhar, ouvir e sentir o Museu” In Forum, n:º 25, Jan-Jun, pp.95-104 

TABUCCHI, António et all (2005) - Sobre o desenho, textos para Valerio Adami. Braga: MNS e Museo Villa dei Cedri, Bellinzona (Suiça) 

TRINDADE, Maria Helena (2006) A mediação do olhar: estratégias de apreciação artística no Museu Nogueira da Silva, revista Fórum, n.º 39. Braga: Conselho Cultural UM. 

SOBRAL, Luís de Moura (1995) - Pintura estrangeira dos séculos XVI, XVII e XVIII da Colecção Nogueira da Silva Braga: MNS 

VALENÇA, César (2002) - Porcelana da China do Museu Nogueira da Silva. Braga: MNS (1.ª Ed. 1987) 

VALENÇA, César (2001) -“Considerações a partir da colecção de leques do Museu Nogueira da Silva”, in Forum, n. 29, Jan-Jun, pp.39-65. 

VALENÇA, César (1998) - A Recâmara do Museu Nogueira da Silva . Braga: MNS 

VALENÇA, César (1988) - “Um olhar sobre a faiança da colecção Nogueira da Silva” in Forum, n. 4, Outubro, pp.33-42. 

VALENÇA, César (1989) - “Um olhar sobre as pratas da colecção Nogueira da Silva” Forum, n. 6, Outubro, pp.67-72. 

VALENÇA, César (2002) - Um olhar sobre o mobiliário do Museu Nogueira da Silva Braga: MNS (1.ª Ed. 1992) 

VALENÇA, César (2002) - A sala de jantar na segunda metade do século XIX . Braga: MNS 

VALENÇA, César (2005) - Peças escolhidas da colecção Nogueira da Silva. Braga: MNS 

VAZ, Susana et all (2004) - MNS ideias no Lugar. Braga: MNS 

Actualizado em 18 de junho de 2014,

TM atenção: perdeu-se o email e as fotografias… só tenho um email (enviado para maria cortesão c cc a mim, a dizer que enviam se seguida por wetransfer as imagens e doc) - voltar a contactar o museu

TM: corrigido em 26junho14 com informação reenviada pelo museus (tinha enviado em nov.13); imagens todas substituidas

Última actualização: 30 Julho 2014

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC