Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Municipal de Loures

No acervo do Museu Municipal de Loures destacam-se três coleções. A coleção de Arqueologia com artefactos provenientes de recolhas de superfície e de escavações de vários períodos; a coleção de Etnografia com peças de finais do século XIX e princípio e meados do século XX e que inclui têxteis e trajo, mobiliário, transportes, alfaias agrícolas, cestaria, latoaria, cerâmica e peças artesanais e a coleção de Artes Plásticas com obras de artistas contemporaneos.

O Museu Municipal de Loures, situado na Quinta do Conventinho é inaugurado a 26 de julho de 1998. Aberto à comunidade, o novo museu nasce da necessidade de aumentar o espaço físico ampliando o modelo de intervenção cultural já consolidado na Casa do Adro desde 1985.

A construção do “Conventinho” do Espírito Santo, destinado originariamente a frades Capuchos, iniciou-se em 1575. Adquirido pelo Município, este conjunto patrimonial é um exemplar único desta arquitetura conventual em Loures e na Área Metropolitana de Lisboa.

O Museu apresenta ao público exposições de temática arqueológica e etnográfica, com o intuito de dar a conhecer a realidade e a vivência das populações rurais do município, assim como a história do concelho de Loures.

Núcleos

Núcleo Museológico “Luís Serra”

Localizado no Grupo Recreativo e Folclórico dos Ceifeiros da Bemposta, em Bucelas, é um espaço que retrata as memórias e as raízes de um povo e da cultura saloia.

Conteúdos editados pela DGPC/DMCC

Contactos e
Localização

Tutela:
Câmara Municipal de Loures
Director(a):
Patrícia Silva
Endereço:
Quinta do Conventinho - 2670 Loures
GPS:
Lat: 38,819646659899426 Long: -9,16127781207274
Telf(s):
+ 351211150175
E-mail:
dc@cm-loures.pt
Site:
https://www.cm-loures.pt/AreaConteudo.aspx?DisplayId=775

Autocarros urbanos: Autocarros para Loures com partidas da Gare do Oriente (Grupo Rodoviária), Campo Grande (Grupo Barraqueiro e Rodoviária)

Estacionamento: Parque de estacionamento no espaço envolvente ao Museu, dentro da Quinta onde se encontra sedeado, considerando lugares sinalizados para deficientes.

Acessibilidade: Lugares sinalizados para deficientes junto à entrada do Museu; Rampas para deficientes motores; Elevador.

Terça a domingo, das 10h às 13h e das 14h às 18h Encerra às segundas e feriados

Centro de Documentação Anselmo Braamcamp Freire

 De terça a sexta-feira - das 10h00 às 12h30 e das 14h00-17h00.

Ingresso

Bilhete Normal: 1,50 €

Isenções:

Grátis para crianças até aos 12 anos e adultos com mais de 65 anos
Aos domingos a entrada é gratuita

Descontos:

Estudantes, titulares de Cartão Jovem e sócios do movimento associativo – 0,75 €

Acolhimento 

Receção e Loja

Cafetaria e esplanada

Casas de banho com condições para deficientes motores

Exposições Temporária de arqueologia e Etnografia

Exposição permanente

Reservas visitáveis de transportes e alfaias agrícolas

Reservas visitáveis de mobiliário

Centro de Documentação / Biblioteca -  Especialização: Monografias, Periódicos, Fotografia, Cartazes, Postais e Videos relativos ao Concelho de Loures e outras áreas científicas (Museologia, Etnografia, Arqueologia, Arte).

Arquivo Fotográfico.

 Responsável: Margarida Amaral

Serviço Educativo.

Atividades: . Visitas orientadas. Visitas temáticas. Itinerário pelo património edificado do Concelho. Apoio à comunidade escolar, no âmbito de projectos na área do património cultural.

Destinatários: Instituições escolares, público sénior, grupos com necessidades especiais, grupos de amigos, Associações, Centros de Dia, Juntas de Freguesia, Empresas. 

Responsável: Isabel Gomes

Horário:

Terça a sexta-feira, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00

 

Somos Saloios. Procura de um conceito (1998)

Ervas Para Tratar. Ervas Para Comer (1999)

O Medieval e o Moderno em Loures. Viagens pelo Património (1999)

Do Fio da Forma e do Uso. O Trajo na Cultura Saloia (2000)

Loures: Um Território com História (2000)

Vindimando as Memórias Bucelas e os seus Vinhos (2000)

O Percurso do Nosso Património. A consciência do que somos (2001)

Quotidianos de Loures. O Papel da fotografia na história local (2001)

Redescobrir a Várzea de Loures. Rios, Riachos e Ribeiros de Loures. Ambiente, Geologia e Pré-história Antiga na Várzea ( (2001)

Fortes, Fortins e Redutos. Um contributo para a história local (2002)

Os Comércios de Antigamente. Vivências e Memórias (2003)

30 Anos de Esperança(s). Eduardo Gageiro (2004)

Arqueologia como Documento (2004)

Pontapé na Bola. Contributos para a História do Futebol em Loures (2004)

Os Sonhos de Constantino e o Mundo de Hoje (2005)

É por aí voz constante…E o Povo sabe quando diz… (2006)

Estudo de Coleções: Transportes e Alfaias Agrícolas (2006)

Sobre o Lenço da Mulher Saloia

Transportes e Utensílios

Agrícolas Saloios 1900-1965

Um Percurso Pela Azulejaria em tons de Azul

Uma Rota Hilariante … por Tascas e muito Mais

As Tradições do Entrudo E do Carnaval em Loures

Aspetos Religiosos e Profanos Das Festas Populares de Loures

9º Encontro Nacional Museologia e Autarquias

A Água e a Vida

Avellar Brotero. O Amigo da Humanidade

Carta Arqueológica do Município de Loures

De Convento a Conventinho. Biografia de um espaço

Diálogo com a Terra

Exposição Jornal "O Mosquito"

Jornadas sobre a Cultura Saloia

II Jornadas Sobre a Cultura Saloia

III Jornadas Sobre a Cultura Saloia

IV Jornadas Sobre a Cultura Saloia

José Gouveia na Alvorada do Poder Local

Loures uma terra de gente generosa (Português/Inglês)

Moinhos e Azenhas de Loures

Museu Municipal de Loures 10 Anos

O Associativismo em Loures

Pelas Ruas e Lugares de Loures

In Memoriam: Loures no esforço da Grande Guerra 1914-1918

Loures: Territórios Vinhateiros de Portugal

Actualizado em _____ de junho de 2014, informação fornecida a partir do site do IMC

Atualizado em 18 de julho 2018, informação fornecida pela direção do Museu.

Última actualização: 18 Julho 2018

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 151 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC