Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Municipal de Benavente

O Museu Municipal de Benavente ou Museu Municipal Dr. António Gabriel Ferreira Lourenço é um museu de território que possui coleções relevantes no âmbito da alfaia agrícola, do traje, da cerâmica e dos ofícios tradicionais, dando expressão às diversas atividades desenvolvidas na região desde o final do século XIX. A coleção de fotografia constituída por centenas de registos representa um complemento essencial para a compreensão da vivência tradicional promovendo a articulação entre aspetos relativos à cultura material e aos comportamentos.

O Museu Municipal de Benavente encontra-se instalado num palacete do século XVIII, mandado construir por Francisco José Colaço Lobo, antigo lavrador e capitão-mor da vila de Benavente. Doado em 1974 por António Gabriel Ferreira Lourenço, o edifício, que foi casa de habitação até à década de 1940, foi utilizado, antes da entrega ao município, como pensionato do Colégio de Benavente.

Apresentando uma tipologia habitacional típica, o edifício desenvolve-se em dois pisos e, originalmente, as dependências anexas como cavalariças e armazéns ocupariam a quase totalidade do quarteirão, agora urbano, onde se insere. De cunhais e bandas em pedra, a fachada é marcada pelo ritmo das sóbrias cantarias. O piso térreo desenvolve-se a partir de um átrio de distribuição e no centro do edifício a escada em pedra de acesso ao piso superior. Nas traseiras, desenvolve-se um pequeno pátio exterior e, invadindo esta área, no início de 1980, foi construído um pequeno pavilhão adossado transversalmente ao edifício.

 

O Museu Municipal Dr. António Gabriel Ferreira Lourenço foi inaugurado em julho de 1980, albergando uma vasta coleção de caráter etnográfico reunida ao longo de cerca de 40 anos por Joaquim Parracho. O desenvolvimento deste trabalho de recolha permitiu a criação de uma relação importante e duradoura entre a comunidade e o seu museu, resultando frequentes as doações particulares. Por outro lado, a recolha exaustiva de todos os objetos da vida quotidiana, familiar e de trabalho evitou oseu desaparecimento físico e, consequentemente, o esquecimento da memória coletiva.

 

Núcleos

Núcleo Museológico Agrícola 

Conteúdos editados pela DGPC/DMCC

Contactos e
Localização

Tutela:
Câmara Municipal de Benavente
Director(a):
Cristina Gonçalves
Endereço:
Rua Luís de Camões, 8 2130-062 Benavente
GPS:
Lat: 38,981478990815006 Long: -8,807969778434767
Telf(s):
+ 351 263 519 665
E-mail:
museu@cm-benavente.pt

Autocarros urbanos: Ribatejana de Lisboa, Santarém, Coruche e Vila Franca

Estacionamento: Estacionamento próximo do Museu.

Exposições - Museu Municipal de Benavente:

Inverno (outubro a abril), de terça  a sexta-feira das 10h00 às 18h00. Sábado das 14h30 às 18h00.

Verão (maio a setembro), de terça a sexta-feira das 10h00 às 18h30. Sábado das 15h00 às 18h30.

Existe possibilidade de marcação de visitas para grupos.

Serviços Administrativo: de segunda a sexta-feira das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Núcleo Museológico Agrícola. de segunda a sexta-feira: 09h00 às 13h00 e das 15h00 às 17h00

Ingresso

Entrada gratuita.

Acolhimento

Receção/loja

Exposição permanente "O calendário agrícola – Núcleo Agrícola".

 Núcleo Museológico Agrícola - Antigo Matadouro Municipa,l Largo de Santo André, 2130-062 Benavente

Serviço Educativo

Atividades: Visitas guiadas às exposições; Ateliers pedagógicos, Percursos pedestres e maletas pedagógicas.

Catálogos de exposições• Terras d'água, o ciclo do arroz• Coudelarias e Ganadarias do Município de Benavente• De Véu e Grinalda – casamentos d’outrora, momentos de sempre• Benavente a preto e branco – A fotografia na 1ª metade do séc. XX• Benavente História Vida Presente• Trajar na Campina

Livros:• Revista de Cultura-Terras d'água• O Convento de Jenicó• Benavente, estudo histórico-descritivo• Relação do Reino de Congo e das Terras Circunvizinhas• Subsídios para a história benaventina do séc. XVI• Do Terramoto de 23 de abril de 1909 à Reconstrução da Vila de Benavente.

Actualizado em 02 de Junho de 2014

Última actualização: 24 Abril 2018

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC