Saltar para o conteúdo principal da página

Museu dos Transportes e Comunicações

O Museu dos Transportes e Comunicações foi inaugurado a 14 de dezembro de 2000, tendo como sede o Edifício da Alfândega do Porto, imóvel datado da segunda metade do século XIX e situado em pleno centro histórico da cidade. A oferta expositiva permanente do Museu integra as exposições: “Metamorfose de Um Lugar: Museu das Alfândegas” e “O Motor da República: os carros dos Presidentes da República” bem como a Visita Interpretativa ao Edifício da Alfândega.

A VISITA INTERPRETATIVA AO EDIFÍCIO DA ALFÂNDEGA permite percorrer este monumental Edifício Neoclássico do Porto, identificando na toponímia dos espaços os equipamentos e as funções aduaneiras de outrora. Observando o guindaste “Girafa” no cais, entrando na Tesouraria, conhecendo a diversidade de materiais e de técnicas construtivas aplicadas durante a sua construção, verificando as renovações introduzidas para os novos usos, sempre em respeito pelo passado, torna-se possível um verdadeiro (re)encontro com a história deste Edifício.

A exposição METAMORFOSE DE UM LUGAR: MUSEU DAS ALFÂNDEGAS apresenta a memória do edifício que alberga o Museu – a Alfândega Nova do Porto. Outrora povoado por documentos, memória da azáfama aduaneira esquecida no correr dos dias, este espaço acolhe agora novos sentidos onde passado, presente e futuro coexistem harmoniosamente. A exposição localiza-se junto da Biblioteca do Museu das Alfândegas que possibilita a consulta de edições específicas sobre temáticas aduaneiras.

A exposição O MOTOR DA REPÚBLICA: OS CARROS DO PRESIDENTES, numa parceria com o Museu da Presidência da República, aborda a história da República desde 1910 até aos nossos dias, através da história e evolução tecnológica dos veículos que estiveram ao longo deste período ao serviço dos Presidentes da República Portuguesa. Uma possibilidade de conhecer uma das mais importantes e simbólicas coleções de automóveis do país.

O Museu dos Transportes e Comunicações assume por missão a preservação e valorização da memória do lugar – o Edifício da Alfândega do Porto bem como a compreensão do papel desempenhado pelos transportes e pelas comunicações na evolução da sociedade moderna.

Conteúdos editados pela DGPC/DMCC

Contactos e
Localização

Tutela:
Associação para o Museu dos Transportes e Comunicações (AMTC)
Director(a):
António Alberto Gouveia Santos
Endereço:
Rua Nova da Alfândega Edifício da Alfândega 4050-430 Porto
GPS:
Lat: 41,142988524111054 Long: -8,621364852392617
Telf(s):
+351 223 40 30 00
Fax(s):
+351 223 403 098
E-mail:
museu@amtc.pt
Site:
http://www.amtc.pt/

Como chegar: O edifício da Alfândega localiza-se na margem direita do rio Douro, na freguesia de Miragaia, na cidade e Distrito do Porto (Portugal)
Comboios: Estação S. Bento
Autocarros urbanos: 500
Eléctricos: 1
Metro: Zona D (Metro - Hospital S. João - Estação S. Bento

Estacionamento: Estacionamento mais próximo - Parque da Alfândega

Acessibilidade: O Edifício está equipado com instalações que permitem um fácil acesso a pessoas com necessidades especiais

TERÇA A SEXTA 10h-13h (entrada até às 12h)

14h-18h (entrada até às 17h)

SÁBADO | DOMINGO | FERIADOS 15h-19h (entrada até às 18h)

Ingresso

Visita individual (semana e fim de semana)

● Bilhete Visita Interpretativa ao Edifício da Alfândega – 2,10€ (por pax em grupo com mínimo 10 elementos e mediante marcação prévia)

● Bilhete exposição "O motor da República: os carros dos Presidentes" - 3€

● Bilhete exposição "Metamorfose de Um Lugar: Museu das Alfândegas" (terça a sexta) - Gratuito (exceto visitas orientadas com marcação prévia)

Isenções:

Até 6 anos (acompanhadas por um adulto) - Gratuito | exceto em visitas de grupo orientadas

Descontos:

Condições especiais para grupos (mínimo 10 pax), famílias, estudantes e Portocard

Biblioteca | Centro de Documentação (especialização transportes, comunicações e temática aduaneira)

Disponíveis áreas para lanches e estacionamento de autocarros escolares (mediante consulta prévia)

Funciona no edifício um Bar/ Cafetaria

Enquanto ativo e estratégico parceiro no processo de construção de uma cidadania cada vez mais informada e atuante, o Museu aposta na construção de projetos expositivos relevantes para os mais diversos públicos. As diferentes propostas cativam para momentos ímpares de provocação, conhecimento, reflexão e atuação transformadora sobre a realidade circundante através de múltiplas estratégias de mediação cultural: visitas autónomas, visitas guiadas, oficinas, experiências interativas multissensoriais, percursos exploratórios dos espaços interiores e exteriores do Edifício, entre outras. A ação do Museu alicerça-se numa postura de acessibilidade e inclusividade, traduzida pelas características físicas, cognitivas, emotivas que promove através de uma atitude de flexibilidade e proatividade.

Catálogos / Catalogues

• “Alfândega Nova: O Sítio e o Signo” (Vol. I e II, Edições Brochada e Cartonada);

The new customs house: the site and the sign (bilingual edition)

• “O Automóvel no Espaço e no Tempo” (Versões Portuguesa e Inglesa);

The Automobile in Space and Time (english version)

• “Edgar Cardoso, Mecanismos do Génio”

• “Metamorfoses de um Lugar: de Alfândega Nova a Museu dos Transportes e Comunicações”

Roteiros

· COMUNICAR / COMMUNICATE

·  O Automóvel no Espaço e no Tempo

· Metamorfose de um Lugar: Museu das Alfândegas / Metamorphosis of a Place: Customs House Museum

• Percurso Interpretativo do Edifício da Alfândega

CDs

• “Azul a Sonhar”

• “Mais Perto” – Grupo “Vozes da Rádio”

CD-ROM

• “Comunicação/Comunicações”

Livro / Books

• "MARLEI - O sonho de um artífice", José Barros Rodrigues

•”Zé do saco: o contrabandista”, Manuel Jorge Marmelo, il. Evelina Oliveira

Todos os programas e visitas acompanhadas são sujeitos a marcação prévia

Programas de aniversário

Média de Visitantes Anual - 25.000

Superfície de exposições - 6.500 m2

Última actualização: 07 Fevereiro 2020

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 156 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC