Saltar para o conteúdo principal da página

Museu do Traje de Viana do Castelo

O Museu do Traje de Viana do Castelo foi criado em 1997, assumindo a missão de estudar e divulgar a identidade e o património etnográfico vianense através do seu expoente máximo, o traje à vianesa. Por traje à vianesa entendemos o traje feminino, popular, rural, usado nas aldeias em redor de Viana do Castelo, que adquiriu características que o individualizam e tornam imediatamente identificável, tendo sido usado desde meados do século XIX até meados do XX.

O Museu do Traje de Viana do Castelo está instalado num edifício construído entre 1954 e 1958, com características arquitetónicas do “Estado Novo”, onde funcionou até 1996 a delegação do Banco de Portugal. Trata-se de um edifício austero com linhas verticais muito acentuadas, apenas decorados por dois altos-relevos (da autoria de Roque Gameiro), que representam as atividades económicas: a pesca e a agricultura, onde – como se fosse uma premonição sobre o uso futuro que o edifício teria – raparigas vestidas à lavradeira vindimam e colhem o milho.

O acervo do museu é constituído, na sua maioria, por um conjunto de trajes populares rurais do concelho de Viana do Castelo (nomeadamente de domingar, de festa, de trabalho, de dó e de noiva) que traduzem, através da sua originalidade, criatividade e diversidade das técnicas e matérias-primas que entram na sua confeção, uma cultura única e identificada com o Alto Minho.

Completam o acervo coleções de objetos de valor etnográfico relacionadas com a confeção e com situações do uso do traje, nomeadamente na festa (objetos de adorno ou específicos de rituais festivos e religiosos) e no trabalho (alfaias agrícolas, especialmente o ciclo do linho).

O Museu possui também coleções de outras peças de vestuário e objetos que têm algum fator identitário em relação ao Alto Minho ou que demonstram as influências e a contemporaneidade do traje (materiais, motivos, cores) no nosso quotidiano e ainda um núcleo expositivo sobre o ouro.

Conteúdos editados pela DGPC/DMCC

Contactos e
Localização

Tutela:
Câmara Municipal de Viana do Castelo
Director(a):
Salomé Abreu
Endereço:
Praça da República, 4900-520 Viana do Castelo
GPS:
Lat: 41,692840374908656 Long: -8,828629285319493
Telf(s):
+351 258 809 306
E-mail:
museutraje@cm-viana-castelo.pt

Como chegar: De carro: A28 Porto-Viana do Castelo
Comboios: linha do Norte
Autocarros urbanos: Expresso
Barco: Marina de Viana do castelo

Estacionamento: Parque de estacionamento nas proximidades

Acessibilidade: Acesso para portadores de mobilidade reduzida

Terça a sexta, 10h00 às 18h00.Sábado e domingo, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00.

Ingresso

Ingresso - 2€ (acesso ao Museu do Traje de Viana do Castelo e ao Museu de Artes Decorativas)

Isenções:

Ao fim de semana (sábado e domingo)
20 de Janeiro – Outorga do Foral de Viana do Castelo por D. Maria II;
18 de Maio – Dia Internacional dos Museus;
18 de Junho – Outorga do Foral de Viana por D. Afonso III;
26 de Setembro – dia das Jornadas Europeias do Património

Crianças e alunos do pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico do Concelho e distrito de Viana do Castelo;
Sócios da APOM (Associação Portuguesa de Museus), ICOM (Internacional Council of Museums);
Grupos, instituições e outras entidades públicas/privadas ou afins, nacionais ou internacionais, devidamente identificadas e autorizados pela Tutela

Descontos:

Descontos de 50%:

estudantes e portadores de cartão jovem;
público sénior;
grupos devidamente identificados e abrangidos por protocolo com o Município.

Recepção

Loja

Exposição permanente

Exposição temporária

Visitas guiadas individuais e / ou em grupo

Serviço Educativo com ateliers

Actividades:

Ateliers anuais para público escolar - "Caixa Coração", "Pintura da Lavradeirinha", "Tear Tradicional"

Ateliers mensais temático para público escolar

De terça a sexta, 10h às 12h30 e das 14h00 – 17h00

·       Abreu de Lima, Maria Cândida Tinoco de - Bordados, Riscos e Leques, Câmara Municipal de Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2012.

· Ramos, Manuela  - Trajes e vestidos de festa, Câmara Municipal de Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2012.

· Costa, Amadeu - Traje e Chieira, Câmara Municipal de Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2011.

· Costa, Amadeu - Traje, Artesanato e Tradição, vol. II - Obras  completas de Amadeu Costa, 2010.

· Museu do Traje de Viana do Castelo, Câmara Municipal de Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2010.

· Alegria, Paulo - Romeiros, catálogo de exposição, 2010.

· Medeiros, António; Pereira, Benjamim e Botelho, João Alpuim - Uma Imagem da Nação – O Traje à Vianesa, 2009.

· Pires, Ana - Caderno de Especificações do Bordado de Viana do Castelo, 2006.

· A lã e o linho no traje do Alto Minho, Câmara Municipal Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2004.

·  Luxos de um dia de sonho – Vestidos de Noiva, Câmara Municipal Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2004.

·  Ouro de Viana, Câmara Municipal Viana do Castelo, 2002.

·  O Sagrado pelas Ruas: o Figurado das Procissões, Câmara Municipal Viana do Castelo, catálogo de exposição, 2002.

·  Costa, Amadeu – Festas e Tradições Populares, vol.I, - Obras  completas de Amadeu Costa, 2001.

TM 18junho14 - informação enviada pelo museu em 20nov14

Última actualização: 26 Junho 2018

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC