Saltar para o conteúdo principal da página

Museu de Mértola

O Museu de Mértola tem como âmbito geográfico Mértola e o Concelho sendo a sua disciplina principal a arqueologia. Alguns dos seus núcleos foram implantados em sítios arqueológicos representativos de diversos períodos da História, como é o caso da Casa Romana, da Basílica Paleocristã ou da Ermida e Necrópole de S. Sebastião ou, reúnem importantes conjuntos de materiais arqueológicos com o é o caso do núcleo de Arte Islâmica ou do núcleo da Torre de Menagem do Castelo. Reúne também uma importante coleção de arte sacra dos séculos XV a XVIII e materiais etnográficos representativos de artes tradicionais como é o caso da Forja do Ferreiro e da Oficina de Tecelagem onde três tecedeiras se encarregam de manter viva esta tradição.

O Museu nasce como resposta a anos sucessivos de trabalhos arqueológicos, de levantamentos patrimoniais e trabalhos de conservação e investigação levados a cabo por uma vasta equipa. Em 1989 é inaugurado o núcleo da Casa Romana (núcleo-sede) como forma de preservar os vestígios existentes na cave do edifício dos Paços do Concelho. Seguiram-se a abertura ao público da coleção lapidar pré-islâmica na Torre de Menagem do Castelo em 1991, a Basílica Paleocristã em 1993, a Ermida e Necrópole de S. Sebastião em 1999, a Oficina de Tecelagem em 2000 e, em 2001, os núcleos de Arte Sacra, da Forja do Ferreiro e de Arte Islâmica. Núcleos Arte Islâmica Castelo - Torre de Menagem Basílica Paleocristã Arte Sacra - Porta da Ribeira Casa Romana. Ermida e Necrópole de S. Sebastião Forja do Ferreiro Oficina de Tecelagem.

Núcleos - Informações

Arte Islâmica Situado na Rua António José de Almeida, n.º 2 - 2.º - Mértola

Basílica Paleocristã Situada no Largo do Rossio do Carmo - Mértola

Arte Sacra - Porta da Ribeira Situado no Largo da Misericórdia, n.º 5 - Mértola

Casa Romana Situada na Praça Luís de Camões - Mértola

Ermida e Necrópole de S. Sebastião Situada na Achada de S. Sebastião (recinto escolar da Escola EB 2, 3 ES de Mértola)

Forja do Ferreiro Situada na Rua António Elias Garcia, n.º 18 - MértolaVisitável mediante marcação prévia

Oficina de Tecelagem Situada na Rua da Igreja, n.º 35 - Mértola  

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC

Contactos e
Localização

Tutela:
Câmara Municipal de Mértola
Director(a):
Cláudio Figueiredo Torres
Endereço:
Praça Luís de Camões - 7750-329 Mértola
GPS:
Lat: 37,63673280073487 Long: -7,66387656868244
Telf(s):
+351 286 612 443
Fax(s):
+351 286 611 089
E-mail:
camertola@sapo.pt

Acessibilidade: Todo o percurso entre os núcleos museológicos do Museu de Mértola deve ser efetuado pedonalmente já que a maioria dos núcleos se situa no Centro Histórico. Não dispõe de acessibilidades para deficientes. Dispõe de circuito de visitas audioguiadas.

Inverno (outubro a junho) - das 9h00 às 12h30 e das 14h00-17h30.

Verão (julho a 15 de setembro) - das 9h30 às 12h30 e das 14h00-17h30.

Encerra: Segunda-feira e nos feriados de 1 de janeiro, 1 de maio, 25 de dezembro.

Ingresso

Bilhete geral  - Visita a todos os núcleos museológicos – 5,00 €

Bilhete de núcleo - 2,00 €

Isenções:

Crianças até aos 12 anos e residentes ou naturais do Concelho.



Descontos:

Bilhete geral - Visita a todos os núcleos museológicos - Pessoas com + 65 anos e estudantes - 2,50 €
Bilhete de núcleo - Pessoas com + 65 anos e estudantes - 1,00 €

Acolhimento

Os núcleos da Torre de Menagem, de Arte Sacra, da Basílica Paleocristã e de Arte islâmica dispõe, na área reservada à receção de visitantes, de um pequeno espaço onde estão à venda publicações (catálogos e outras publicações de carácter científico) e outro tipo de produtos relacionados com o Museu.

O ingresso pode também ser adquirido no Posto de informação Turística (Rua da Igreja, n.º 31, Mértola).

Em estruturação

• TORRES, Cláudio, Cerâmica Islâmica Portuguesa, 1987. • TORRES, Cláudio, Mértola Almoravide et Almoahade, 1988. • TORRES, Cláudio e SILVA, Luís Alves da, Mértola – Vila Museu, 1989. • TORRES, Cláudio e SILVA, Luís Alves da, Mértola. A museum town, 1989. • TORRES, Cláudio et alii, Museu de Mértola. Núcleo do Castelo, 1991. • TORRES, Cláudio (coord.), A Cerâmica Medieval no Mediterrâneo Ocidental – Actas, 1991. • MACIAS, Santiago, Revista de Arqueologia Medieval (revista anual já com 7 números editados). • TORRES, Cláudio e MACIAS, Santiago, Museu de Mértola – Basílica Paleocristã, 1993. • BOIÇA, Joaquim e BARROS, M.ª de Fátima R., As Terras, as Serras e os Rios. As memórias paroquiais de 1758 do Concelho de Mértola, 1995 • MACIAS, Santiago, Mértola Islâmica – Estudo histórico-arqueológico do bairro da Alcáçova (Secs. XII-XIII), 1996. • BOIÇA, Joaquim et alii, As comendas de Mértola e Alcaria Ruiva. As visitações e os tombos da Ordem de Santiago, 1996. • ALVES, Helena, Mina de S. Domingos. Génese, formação social e identidade mineira, 1997.Mértola por José Rodrigues, Luís Pavão, António Cunha e Mariano Pizarra (Album fotográfico), 1997. • TORRES, Cláudio e MACIAS, Santiago, Revista turística de Mértola, 1997. • MACIAS, Santiago e TORRES, Cláudio, O Islão entre Tejo e Odiana, 1998. • BOIÇA, Joaquim, Imaginária de Mértola – Tempos, espaços e representações, 1998. • BOIÇA, Joaquim e LOPES, Virgílio, Museu de Mértola – A necrópole e a Ermida de S. Sebastião, 1999. • BOIÇA, Joaquim (coord.), Museu de Mértola – Porta da Ribeira-Arte Sacra, 2001. • MACIAS, Santiago e TORRES, Cláudio, Museu de Mértola – Arte islâmica, 2001. • BARROS, M.ª de Fátima R. et alii, Mértola. Mesquita/Igreja Matriz, 2002. • GOMEZ MARTÍNEZ, Susana e DELERY, Claire, Museu de Mértola – Cerâmica de corda seca de Mértola, 2002. • LOPES, Virgílio, Mértola na Antiguidade tardia. A topografia histórica da cidade e do seu território nos alvores do cristianismo, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2003. • MACIAS, Santiago, Mértola - O Último Porto do Mediterrâneo, Mértola, Campo Arqueológico, 2005.  • Mértola e Niebla na confluência de dois territórios, Mértola, Câmara Municipal de Mértola, 2006.• Mértola nas rotas comerciais do Mediterrâneo: de cidade portuária a Vila Museu, Mértola, Câmara Municipal de Mértola, 2008.• Mértola on the mediterranean commercial routes: from port city to museum town, Mértola, Câmara Municipal de Mértola, 2008.• Atlas Mercator. Os caminhos do comércio e as cidades mercantis no Mediterrâneo, Mértola, Câmara Municipal de Mértola, 2008.

Actualizado em ____ de junho de 2014, informação fornecida a partir do site do IMC 

Última actualização: 10 Maio 2017

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC