Saltar para o conteúdo principal da página

Museu de Angra do Heroísmo

O Museu de Angra do Heroísmo é um museu de síntese, onde se procura refletir, ao mesmo tempo, uma história com os seus fatos e movimentos político-económicos marcados pelo domínio do Atlântico e uma cultura, nas suas múltiplas formas e significados gerados e moldados por uma existência insular. Apresenta quatro exposições de caráter permanente, a mais significativa das quais, “Do Mar e da Terra: uma história no Atlântico”, ocupa todo o piso superior do edifício, a par de uma reserva de transportes de tração animal dos séculos XVIII e XIX, outra de espécies em pedra e de dois outros espaços expositivos consagrados a exposições temporárias. A Igreja de Nossa Senhora da Guia, que integra o complexo do Edifício de São Francisco, funciona também como espaço museológico.

Criado oficialmente a 30 de março de 1949, sob a égide da Junta Geral do Distrito Autónomo de Angra do Heroísmo, teve como primeiras instalações definitivas o Palácio Bettencourt, que partilhou com o Arquivo Distrital de Angra, entre 1951 e 1969, ano em que foi transferido para o atual edifício, o antigo convento de S. Francisco. A Igreja de Nossa Senhora da Guia (anexa ao Edifício de S. Francisco) é uma construção de estilo maneirista da segunda metade do século XVII e nela avultam o altar-mor em talha dourada do século XVIII e as paredes marmoreadas do século XIX. O coro ostenta um rico apainelamento de azulejos da primeira metade do século XVIII, oriundo de oficina de Lisboa, sendo a composição dos respetivos desenhos constituída por elementos da hagiografia franciscana. No mesmo, está instalado um órgão histórico, construído no ano de 1788, por António Xavier Machado e Cerveira, o mais conceituado organeiro português de todos os tempos. O Serviço Educativo encontra-se instalado nas traseiras do Edifício de São Francisco, nas antigas instalações da Fábrica de Tabaco Âncora.

Núcleos

- Ermida da Boa Nova, Angra do Heroísmo

- Ermida do Espírito Santo, Angra do Heroísmo

- Império da Rua de São Pedro, Angra do Heroísmo

- Bateria antiaérea da IIª Guerra Mundial, Monte Brasil

- Forte de S. Pedro dos Biscoitos

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC

Contactos e
Localização

Tutela:
Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direção Regional da Cultura dos Açores
Director(a):
Jorge Augusto Paulus Bruno
Endereço:
Ladeira de São Francisco - 9700-875 Angra do Heroísmo
GPS:
Lat: 38,65709677909308 Long: -27,21713789263913
Telf(s):
+ 351 295 240 800 (geral); + 351 295 240 802 (secretariado)
Fax(s):
+ 351 295 240 817
E-mail:
museu.angra.info@azores.gov.pt
Site:
http://museu-angra.azores.gov.pt/

Acessibilidade: Rampas e elevadores para deficientes.

De terça a sexta-feira das 09h00 às 17h00

Sábado e domingo das 14h00 às 17h00

Encerrado ao público à segunda-feira e feriados.

Ingresso

Bilhete normal - 2.00€

Isenções:

Crianças até 14 anos;
Visitas de estudo;
Domingos.

Descontos:

Jovens entre os 15 e 25 anos: 1.00 €
Reformados ou com idade igual ou superior a 65 anos: 1.00 €
Docentes de qualquer grau de ensino: 1.00 €
Cartão Jovem Municipal: 1.00 €
Grupos de 10 ou mais pessoas: 1.00 €


Acolhimento;

Receção / Loja

Exposições de longa duração 

- Do Mar e da Terra - Uma história no Atlântico 

   - 4 momentos expositivos:

   Momento 1: O Conhecimento das Ilhas dos Açores;

   Momento 2: Angra, os Açores e o Mundo;

    Momento 3: Da Capitania Geral ao Liberalismo;

    Momento 4: A Formação do Contemporâneo.

- E o aço mudou o mundo... Uma Bataria de Artilharia Schneider-Canet nos Açores

- Sala Família Frederico Vasconcelos 

- As Pedras dos Homens (reserva viistável de espécies em pedra)

- Transportes de Tração Animal dos Séculos XVIII e XIX (reserva visitável)

- Outros espaços expositivos:

   - Sala Dacosta

   - Sala do Capítulo

Serviço Educativo 

Centro de Documentação / Biblioteca -  Especialização: Arte, militaria, história dos Açores: Consulta bibliográfica mediante marcação prévia (acesso condicionado a estudantes e investigadores);

Auditório - 100 lugares;

Claustro - capacidade 500 pessoas. 

Outros - A Igreja de Nossa Senhora da Guia é regularmente utilizada para atividades de culto católico, bem como concertos de música clássica e exposições.                                                                                                

Atividades: visitas guiadas e ateliês pedagógicos com programas com diferenciados consoante a faixa etária para grupos escolares, atividades com grupos sénior; acolhimento e preparação de visitas ou aulas com docentes; workshops, conferências, concertos, mostras de fotografia, sessões de leitura, teatro. 

Responsável: Ana Lúcia Gonçalves Almeida, contacto direto - ana.ls.almeida@azores.gov.pt) -Marcações: museu.angra.agenda@azores.gov.pt )   

•  Os Descobrimentos e a Arte, Museu de Angra do Heroísmo, 1995 •  Angra, A Terceira e os Açores nas Rotas da Índia e das Américas, Museu de Angra do Heroísmo/ Biblioteca Pública e Arquivo de Angra do Heroísmo, 1999 •  Sob o Signo da Etnografia – As Origens de um Museu Regional, Museu de Angra do Heroísmo, 2000 •  Do Mar e da Terra – Uma História no Atlântico, Museu de Angra do Heroísmo, 2000 •  Cartografia Militar, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  25 Artistas, 35 gravuras do séc. XX, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  50 anos de Tecnologia Subaquática: O contributo Dimitri Rebikoff, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  A Presença do Divino na obra de Júlio Pomar e António Dacosta, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  Documentário Terceirense, Edição em DVD, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  Uma Caligrafia Insular, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  04 l 05 Escultura, Museu de Angra do Heroísmo, 2006 •  Terceira Liberal, Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  Roteiro Terceira Liberal (versão Portuguesa e Inglesa), Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  04 l 05 Escultura, Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  Uniformes Militares na colecção do Museu de Angra do Heroísmo, Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  Era uma vez a…As lutas liberais na Terceira, Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  Jogo do Assalto, Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  Loop, Museu de Angra do Heroísmo, 2007 •  Gravura da Cidade de Angra (51x100cm), Museu de Angra do Heroísmo, 2007 (esgotada)•  A Madrugada das Cagarras, Cd-Rom editado no âmbito da instalação de som e imagem com a mesma designação, Museu de Angra, 2007 •  Máquinas Fotográficas da Colecção de Ciência e Técnica do Museu de Angra do Heroísmo, Museu de Angra do Heroísmo, 2008 •  Love Stream: fotografia de Sandra Rocha, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  Os Astros entre Nós, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  Galas Militares: coberturas de cabeça do exército português, na coleção do MAH, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  David, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  Retratos dos Bispos de Angra, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  José Agostinho e Meteorologia, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  Video Killed the Radio Stars, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  O Mundo do Bronze, Museu de Angra do Heroísmo, 2009 •  A Pedalada de Juvenal, Museu de Angra do Heroísmo, 2011 •  Carlota Monjardino: pintura, Museu de Angra do Heroísmo, 2011 •  Santos e Devotos, Museu de Angra do Heroísmo, 2011 •  Faces da Moeda, Museu de Angra do Heroísmo, 2011 •  D. José Vieira Alvernaz, Patriarca das Índias Orientais, Museu de Angra do Heroísmo, 2011 •  Formas do Contemporâneo, Museu de Angra do Heroísmo, 2011 •  Órgão Histórico da Igreja de Nossa Senhora da Guia, Museu de Angra do Heroísmo, 2012 •  E o Aço mudou o Mundo: uma bateria Schneider-Canet nos Açores, Museu de Angra do Heroísmo, 2012 •  Francisco de Lacerda: os legados do maestro, Museu de Angra do Heroísmo, 2012 •  Fábrica de Tabaco Âncora: Serviço Educativo do Museu de Angra do Heroísmo, Museu de Angra do Heroísmo, 2012      •  A Festa do Jazz: 15 anos de ANGRAJAZZ | Fotografia de Jorge Monjardino, Museu de Angra Heroísmo •  Sonhos I fotografia de Jorge Monjardino, Museu de Angra do Heroísmo, 2013.

Actualizado em 17 de Junho de 2014, informação fornecida pelo museu em Janeiro de 2014

Última actualização: 17 Julho 2014

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC