Saltar para o conteúdo principal da página

Museu da Villa Romana do Rabaçal

Aberto ao público desde 5 de Maio de 2001 em edifício construído de raiz para o efeito, o Museu da Villa Romana do Rabaçal situa-se no terreno da antiga Casa Passal, junto ao antigo hospital que hoje é pousada da juventude, no Rabaçal - Penela. Os trabalhos arqueológicos na Villa Romana do Rabaçal tiveram início em 1984 e continuam até ao presente.

A Villa romana do Rabaçal é um museu polinucleado, distribuído por três polos principais: o espaço-museu/núcleo-sede, a Estação arqueológica da Villa tardo-romana do Rabaçal e o Miradouro de Chanca.

O Espaço-museu/núcleo-sede apresenta a exposição dos achados arqueológicos recolhidos na Estação arqueológica da Villa tardo-romana, junto à aldeia da Ordem. Datada do século IV d.C., aqui foram identificados a pars urbana, residência senhorial ou palácio romano, o balneário, a pars rustica ou casa da lavoura (dotada de pátio agrícola, alpendres, eira, oficinas e habitação dos servos), as nascentes e os sistemas elevatórios de água. 

De 1984 para cá, sucederam-se muitos anos de trabalho, com apoio logístico da Câmara Municipal de Penela, de outras instituições e da população local.

 

Núcleos

Estação Arqueológica

Estação arqueológica da Villa tardo-romana do Rabaçal junto à aldeia da Ordem, datada do século IV d.C.

Miradouro de Chanca

Vista panorâmica de Chanca, cujo Miradouro foi construído em 2002, sendo dotado de espaço de descanso e painel explicativo de vários pontos de interesse na Paisagem.

Conteúdos editados pela DGPC/DMCC

Contactos e
Localização

Tutela:
Câmara Municipal de Penela
Director(a):
Miguel Pessoa
Endereço:
Rua da Igreja - 3230-544 Rabaçal - Penela
GPS:
Lat: 40,03664250000001 Long: -8,455119599999989
Telf(s):
+351 239 561 856
Fax(s):
+351 239 561 857
E-mail:
museu.rabacal@cm-penela.pt
Site:
http://www.rabacal.net/

Como chegar: Táxi a partir do Rabaçal.
Comboios: Coimbra (estação mais próxima).
Autocarros urbanos: A partir de Coimbra, Condeixa e Penela

Estacionamento: Estacionamento gratuito.

Terça-feira a domingo das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Encerrado ao público à segunda-feira e nos feriados - 1 de janeiro, sexta-feira Santa, domingo de Páscoa, e 25 de dezembro.

Ingresso

Bilhete Normal – 1,50 € (inclui o Museu e respectivos núcleos).

Isenções:

Crianças até aos 12 anos.

Descontos:

Pessoas com +65 anos, professores e estudantes – 1,25€
Portadores de Cartão Jovem – 1,00€

Acolhimento

Livraria

Exposição permanente "Villa Romana do Rabaçal: Era uma vez ..."

Atividades: visitas guiadas (no âmbito da disciplina de História – tema romanização). Destinatários: escolas e população em geral.

Responsável: Sónia Vicente

• "As Moedas, 25 anos de Escavações Arqueológicas (1984-2010) – Villa Romana do Rabaçal", 2012, Ed. C.M. Penela. • "Rabaçal e Sicó no risco de João Pocinho – Uma preciosa etnografia de Urgência (Trabalhos de 1981 a 2012). Catálogo de Exposição Temporária", 2012, Ed. C.M. Penela. • "Actas: Encontro Internacional sobre Ciência e Novas Tecnologias aplicadas à Arqueologia na «Villa» Romana do Rabaçal", 2011, Ed. C.M. Penela e Direcção Regional de Cultura do Centro. • "Generosidade da Terra e Solidariedade dos Homens – Villa romana do Rabaçal 1984-2010. Catálogo de Exposição Temporária, 2011, Ed. C.M. Penela. • "Villa romana do Rabaçal. Um objecto de arte na paisagem serrana. Guia, sugestão de visita aos três núcleos: Espaço-museu, Estação Arqueológica e Miradouro de Chanca", 2011, Ed. C.M. Penela. • "Uma Moeda, um Mundo por Contar... Roteiro da Exposição Temporária", 2010, Ed. C.M. Penela. • "Louças e Quotidianos: do Barreiro à peça. Catálogo de Exposição Temporária", 2010, Ed. C.M. Penela. • "Reflexão sobre o Plano de Salvaguarda da Villa romana do Rabaçal, Penela, Portugal – Sonho, realidade e problemática da instalação das coberturas de proteccção", 2008, Separata do Arquivo Coimbrão. • "Registo gráfico de mosaicos «in situ» na «Villa» Romana do Rabaça", 2002-2008 – Uma experiência de voluntariado e de entreajuda internacional. Catálogo de Exposição, 2009, Ed. C.M. Penela. • "Queijo Rabaçal, sabor e aroma de Sicó: do acincho à mesa. Catálogo de Exposição Temporária," 2007, Ed. C.M. Penela. • "Uma visita à Villa Romana do Rabaçal. Caderno de Fichas Didácticas", 2007, Ed. C.M. Penela. • "Da Terra à Terra: do Templo ao Museu" – Catálogo de Exposição Temporária de Escultura Religiosa Quatrocentista do Rabaçal, 2006, Ed. C.M. Penela. • "Arte Sempre Nova nos Mosaicos das Estações do Ano em Portugal", 2005, Ed. C.M. Penela e Terras de Sicó. • "Villa romana do rabaçal. Era uma vez…", Catálogo da Exposição Permanente do Espaço-museu do Rabaçal, 2004, Ed. C.M. Penela, Terras de Sicó, Rede Portuguesa de Museus. • Roteiro – Rabaçal, Aldeia Cultural, 2001, Ed. C.M. Penela. • "O programa expositivo do espaço-museu da Villa romana do rabaçal", 1999, Separata de O Arqueólogo Português. • "O museu de sítio arqueológico como lugar de sociabilidades e instrumento pedagógico: os investigadores e a formação da população e dos públicos", 1999, Separata de O Arqueólogo Português. • "Villa romana do Rabaçal­ – Um Objecto de arte na Paisagem", 1998, Ed. C.M. Penela.

TM 18junho14 - informação enviada pelo museu em 28fev14

Última actualização: 13 Abril 2018

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC