Saltar para o conteúdo principal da página

Casa-Museu Leal da Câmara

Antiga moradia onde viveu o Mestre Leal da Câmara, desde 1965 que, por doação da viúva à Câmara Municipal de Sintra, a Casa-Museu vem prestando à população um serviço cultural único onde se evidenciam as vivências do artista.

A Casa-Museu de Leal da Câmara está instalada na moradia onde Mestre Leal da Câmara viveu desde 1930 até à sua morte, ocorrida em 1948. O edifício fora outrora pertença de Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal, detendo nessa altura a função de entreposto de muda de cavalos situado entre a Quinta da Granja do Marquês (Terrugem, Sintra) e o Palácio de Oeiras. No século XIX funcionou como Hospital de Campanha das tropas portuguesas durante as Invasões Francesas. Incorporada na Câmara Municipal de Sintra em 1965, por morte da doadora e viúva do Mestre, desde essa data a Casa-Museu vem prestando à população um serviço cultural único onde se evidenciam as vivências do artista. O acervo da Casa-Museu é composto por objectos de pintura, mobiliário, caricatura, desenho, têxteis, cerâmica e, ainda, pelo arquivo fotográfico de correspondência e de outra documentação.

Núcleos

Núcleo dos Saloios 

O edifício onde está sedeado o Núcleo dos Saloios da Casa-Museu de Leal da Câmara deve o seu projeto, primeiro, a Jorge Segurado que, em 1919, concebe um imóvel para albergar o Museu Etnográfico Português a implantar na Flandres, e depois a Leal da Câmara que o remodela como Escola Primária. Desde 21 de Julho de 2003 funciona ali um espaço onde se exibem as coleções de temática saloia do artista (pintura, desenho, cerâmica e tecidos). 

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC.

Contactos e
Localização

Tutela:
Câmara Municipal de Sintra
Director(a):
Élvio Melim de Sousa
Endereço:
Calçada da Rinchoa, 67, 2635-312 Rio de Mouro
GPS:
Lat: 38,79219290567312 Long: -9,322516484655807
Telf(s):
+ 351 21 916 43 03
Fax(s):
+ 351 21 916 43 03
E-mail:
dcul.museu.lcamara@cm-sintra.pt

Comboios: Lisboa-Sintra (estações Rio de Mouro ou Mercês)
Autocarros urbanos: Autocarro 450 Bairro de Fitares- Escola Secundária de Mem Martins; Autocarro 455 Cascais (terminal) - Rio de Mouro (estação)

Terça a sexta-feira das 10h00 às 18h00

Sábados e domingos das 14h00 às 18h00.

Encerrado ao público à segunda e aos feriados.

Ingresso

Entrada Gratuita.

Exposição permanente "Vida e Obra de Mestre Leal da Câmara"

Jardins

Centro de Documentação/ Biblioteca -Especialização: Biblioteca de Arte

Seviços Educativos

Atividades: visitas guiadas para público escolar, turistas, público não escolar e investigadores, visitas orientadas e temáticas, animações, workshops, teatralizações, jogos tradicionais, oficinas e ateliers pedagógicos. 

Responsável: Élvio Melim de Sousa

Tel. + 351 21 916 43 03

• De Manuel Monterroso Para Tomás Júlio Leal da Câmara, Eugénio Montoito, 1997; • Casa-Museu de Leal da Câmara - Um Tempo e Uma Paleta de Cores, Élvio Melim de Sousa e Eugénio Montoito, 2003; • Quatro Contos Tradicionais Portugueses + Fichas e Trabalho, Ana de Castro Osório e Tomás Leal da Câmara, 2003; • A Individualidade Multiforme de Leal da Câmara, Augusto Nascimento, 2005: • Casa-Museu de Leal da Câmara - Manual Pedagógico 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico, 2005; • De Residência Privada a Casa Museu de Leal da Câmara - Um Percurso Singular, Élvio Melim de Sousa, 2005; • Roteiro da Casa-Museu de Leal da Câmara, Élvio Melim de Sousa e Rita Maia Gomes, 2006; • De Pangim À Rinchoa, Catarina Melo Antunes, 2006; • O Meu Primeiro Catálogo - Casa-Museu de Leal da Câmara, Luís Cardoso, 2006; • Museus Municipais de Sintra, Puzzle - "Julgamento no Bistro" (com 1000 peças), que reproduz uma aguarela a tinta da china sobre papel (1904), da autoria de Leal da Câmara, 2006. Diversas Colecções de Postais sobre: • Política Nacional, Política Internacional, Saloios e Infantis - 2001; • Auto-caricaturas de Leal da Câmara, Leal da Câmara por outros artistas, Mobiliário, Catálogos, 2006. 

Última actualização: 15 Julho 2014

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC