Saltar para o conteúdo principal da página

Exposições Exposição permanente

O MUSEU, MUITAS COISAS

Está patente no Museu Nacional de Etnologia a exposição permanente O Museu, muitas coisas, apresentada em sete núcleos representativos do acervo e do trabalho de investigação até agora efetuado.

Visite a exposição!

“O museu, muitas coisas”

Todas as visitas guiadas devem ser previamente agendadas através dos seguintes contatos:

Email: rosariosevero@mnetnologia.dgpc.pt

Telefone : 213 041 160/9.

Grupos até 30 pessoas

De 3ª feira (a partir das 14h30) a 6ª feira

10:30 | 12:30 | 14:30 | 16:30

Com este conjunto de objetos e alguns elementos de cronologia, lembramos os principais protagonistas que, desde a origem deste museu, definiram as suas linhas de ação e nele cruzam os seus percursos. Desde logo, Jorge Dias, Margot Dias, Fernando Galhano, Ernesto Veiga de Oliveira, Benjamim Pereira que, mesmo antes de haver museu, a partir do final da década de 1940, formaram o grupo de pesquisa coeso e exigente do Centro de Estudos de Etnologia. Lembramos também os investigadores do museu ou a ele associados que no terreno adquiriram e documentaram coleções. E os coletores que, por venda ou doação, aumentaram o acervo com as suas recolhas. De entre eles, Victor Bandeira, aquele que desde o início se identificou com o próprio projeto do museu, nas muitas campanhas de recolhas de objetos, no Brasil, em África ou na Indonésia. Mostramos ainda diferentes motivações para a aquisição de um objeto, seja pela sua representatividade ou pela sua singularidade morfológica e plástica. Casos em que os objetos não trazem consigo nenhuma informação que ajude a conhecê-los, outros em que eles entram já desqualificados ou exaltados, erráticos ou fruto de um levantamento em contexto de pesquisa sistemática. E sempre com a parte de sortilégio da permanente interpelação na procura do que eles nos podem dizer, de quem eles nos podem falar e que novos diálogos nos permitem despertar. Exemplos afinal do que pode haver de dinâmico e instável num museu, apesar das mais sólidas linhas programáticas. E por isso, um território vibrante, como domínio de pesquisa, atual e futura, para os jovens investigadores, e na busca de sentidos na comunicação com os visitantes.

Núcleos

1- Teatro Wayang Kulit de Bali

2- Franklim Vilas com o olhar de Ernesto de Sousa

3- A brincar e já a sério; Bonecas do sudoeste de Angola

4- A música e os dias; Instrumentos populares portugueses

5- Matéria da fala; Tampas de panela com provérbios

6- A tala de Rio de Onor

7- Animais como Gente; Máscaras e marionetas do Mali

Organização:
MNEtnologia/ DGPC
Local:
Museu Nacional de Etnologia, Lisboa
Telf(s):
+ 351 21 304 11 60/9
E-mail:
geral@mnetnologia.dgpc.pt
Site:
http://mnetnologia.wordpress.com/