Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Exposições Inaugura no dia 30 de abril, às 16h00

Exposição «Homenagem às pedras tiradas do seu sossego» de Sérgio Carronha

No próximo sábado, dia 30 de abril, inaugura às 16h00 no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo a Exposição Homenagem às pedras tiradas do seu sossego de Sérgio Carronha.
Esta Exposição decorre de uma residência artística no Departamento de Escultura em Pedra da Associação Pó de Vir a Ser, em 2021, ano em que se perfizeram 40 anos do Simpósio de Escultura em Pedra. 

No projecto para a Pó de Vir a Ser, Sérgio Carronha propôs-se criar uma escultura para o espaço público de carácter não definitivo numa cidade e num território em que a presença e expressão de diferentes materiais líticos é especialmente forte. As colecções de escultura em pedra, epigrafia e arqueologia do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo constituíram-se também como uma fonte para o artista.

Sérgio Carronha vive e trabalha em Montemor-o-Novo. Frequentou o curso de Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. A relação com a natureza, com o cuidado e com a alma das matérias-primas, com a identidade e a origem das coisas, com a continuidade e permanência estão presentes nesta Exposição em que os desperdícios que a indústria da pedra mármore produz foram recriados.

A Exposição inaugura com uma performance intitulada «Sons do vagar» pela Associação Do Imaginário.

Organização:
MNFMC/DGPC
Local:
Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, Évora