Saltar para o conteúdo principal da página

Exposições Inauguração 23 de fevereiro, às 18h30. Patente até 9 de abril

A Cidade Global Lisboa no Renascimento

No dia 23 fevereiro, às 18h30 inaugura no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, a exposição Cidade Global Lisboa no Renascimento.

Estará patente na Galeria de exposições temporárias entre 24 de fevereiro e 9 de abril.

A história desta exposição começa em 1866, num dia cinzento de abril, quando o pintor e poeta pré-rafaelita, Dante Gabriel Rossetti, sai de sua casa em Chelsea, Londres, para avaliar um quadro que havia visto numa pequena loja de antiguidades.

O mundo da arte britânico havia despertado para a pintura espanhola e os colecionadores procuravam trabalhos de grandes mestres, como El Greco, Velázquez e Goya. Mesmo não reconhecendo a cidade representada no quadro, Rossetti não deixou de adivinhar a sua origem ibérica.

Passados 150 anos, as historiadoras Annemarie Jordan Gschwend e Kate Lowe identificaram a pintura comprada por Rossetti (dividida em duas, ainda no século XIX) como sendo uma vista da Rua Nova dos Mercadores, destruída pelo Terramoto de 1755.Ou seja, uma representação da principal artéria de comércio na Lisboa do século XVI, repleta de mercadores, saltimbancos, músicos, vendedores ambulantes, cavaleiros, joias, sedas, especiarias, animais exóticos e outras maravilhas importadas de África, do Brasil, da Ásia. Reconstituir o coração da cidade mais global da Europa do Renascimento é o objetivo desta exposição.

Visitas orientadas

grupos (marcação obrigatória)

Terça-feira a domingo

se@mnaa.dgpc.pt

(+351) 213 912 800

Organização:
MNAA/DGPC
Local:
Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa