Saltar para o conteúdo principal da página

Exposições Até 2 de maio

A Caça Gravuras, a partir de Jan van der Straet»

O Museu Nacional de Arte Antiga tem patente até 2 de maio a exposição A Caça Gravuras, a partir de Jan van der Straet, comissariada por Alexandra Gomes Markl.

Esta série de gravuras dedicadas à caça, executada por Philips Galle (1537-1612) a partir de desenhos de Jan van der Straet (1523-1605), foi editada pela primeira vez em 1578. O tema da caça acompanhou grande parte da produção artística de van der Straet.

Nascido em Bruges, viveu grande parte da sua vida em Florença, onde trabalhou ao serviço da família Medici para a qual, entre 1566 e 1577, executou uma primeira série de desenhos preparatórios para tapeçarias com temas de caça, destinadas a decorar a villa desta família em Poggio a Caiano, nos arredores de Florença. O enorme sucesso desse conjunto inicial de representações fez com que não mais abandonasse o tema produzindo, nos anos que se seguiram, muitas outras composições que foram passadas à gravura.


A série, aqui parcialmente apresentada, foi editada sob a forma de álbum dedicado a Cosme de Medicis, grão-duque da Toscânia e era composta por um total de 44 gravuras abertas a buril. As composições mostram as várias técnicas de caça a diferentes animais e aves existentes tanto no espaço europeu como fora da Europa, bem assim como algumas técnicas de pesca de rio. Estas representações tiveram larga difusão e uma grande repercussão na arte europeia do seu tempo, inspirando muitos outros artistas.

Organização:
MNAA/DGPC
Local:
Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa