Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Atividades diversas 23, 24 e 25 de setembro | Inscrição de iniciativas até 22 de setembro

Jornadas Europeias do Património 2022 | Convite à participação

Terão lugar nos dias 23, 24 e 25 de setembro as Jornadas Europeias do Património 2022, este ano subordinadas ao tema Património Sustentável.

Este tema convida-nos a explorar que medidas podem ser tomadas para proteger o rico e diversificado património cultural europeu no contexto das alterações climáticas e da degradação ambiental. O foco estará no papel ativo das comunidades e do património no processo de construção de um futuro mais sustentável e resiliente.

A Direção-Geral do Património Cultural convida-o a inscrever as iniciativas que pretende organizar no âmbito deste tema, impreterivelmente até ao dia 22 de setembro.

Para aceder à página de carregamento de iniciativas e ao nome de utilizador e palavra passe, poderão contactar pelo seguinte endereço de email: jep@dgpc.pt 

Iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia as Jornadas Europeias do Património (JEP) são o evento cultural mais amplamente celebrado e partilhado pelos cidadãos da Europa, são também uma oportunidade para celebrar o diverso património cultural das cidades, regiões e pessoas na Europa. Todos os anos é definido um tema para as JEP, que os países participantes são incentivados a adotar no seu programa de iniciativas.

Mais de 70 000 eventos são organizados todos os anos com o objetivo de sensibilizar para o património comum da Europa e para a necessidade da sua contínua proteção, através da criação de experiências que promovam a inclusão e fomentem a criatividade e a inovação.

A ideia base da iniciativa é promover o acesso ao património, convidando à participação ativa na descoberta de uma herança cultural comum, implicando o envolvimento dos cidadãos europeus com o património cultural. Os objetivos principais são reforçar os sentimentos de identidade cultural, de memória coletiva e de afirmação de um património comum cuja riqueza reside na sua diversidade.

As JEP representam, por isso, uma celebração da solidariedade internacional, do diálogo e da diversidade culturais, constituindo momentos de reapropriação dos vestígios culturais do passado.

As JEP 2022 apresentam muitas oportunidades para refletirmos sobre como podemos identificar e proteger o nosso património material, imaterial e natural, promover o turismo sustentável, considerar a nossa utilização de recursos e perguntar como estas questões se relacionam com o património, a arte, e a preservação de paisagens e biodiversidade.

A questão do que significa salvaguardar o património é também uma faceta importante do tema deste ano. A sensibilização para as técnicas e materiais de renovação, o desenvolvimento de iniciativas digitais no domínio do património, a partilha de tradições e competências através das nossas fronteiras europeias e a valorização de boas práticas do passado que nos permitem usufruir hoje dos sítios históricos, podem ajudar-nos a encontrar soluções sobre como podemos proteger e gerir o nossos sítios vulneráveis, tornando-os acessíveis para as gerações atuais e futuras.

Esperamos que as celebrações do JEP 2022 encorajem a uma ampla discussão sobre a relevância e o valor da cultura e do património e no seu contributo para o desenvolvimento sustentável e ofereçam uma oportunidade de imaginar como será o futuro.

Entendendo o Património como um projeto de cidadania, a Direção-Geral do Património Cultural, como coordenadora nacional das JEP, apela à participação de todos na organização de iniciativas, sensibilizando para a importância do conhecimento, da proteção e da incorporação do património no nosso quotidiano.

O programa nacional deverá expressar, de forma clara, os princípios e os objetivos do Conselho da Europa, refletindo, de igual modo, os conceitos subjacentes aos temas escolhidos por esta Direção-Geral.

Além de visitas, encontros e exposições, há muitas outras iniciativas que podem ser exploradas de forma presencial, ou virtual, e que poderão contribuir para envolver as comunidades, levando as pessoas a apreciar e preservar o nosso património como uma realidade dinâmica e voltada para o futuro.

Lembre-se que as suas iniciativas devem:

  • Conter elementos de aprendizagem, exploração e diversão;
  • Abranger, se possível, diferentes formas de património: material, imaterial, natural e digital;
  • Visar um amplo espectro de públicos – incluindocrianças, jovens e idosos, grupos vulneráveis, habitantes locais, turistas e visitantes estrangeiros;
  • Envolver a curiosidade das pessoas para que encontrem relações entre a sua história pessoal e o património cultural do sítio que visitam. A curiosidade e a experiência partilhada levam-nos a aprender mais sobre a diversidade que nos rodeia;
  • Ser recompensadoras no sentido em que as pessoas vão descobrir coisas que não sabiam, em lugares que não esperavam e têm ideias que, de outra forma, não teriam tido.

Para saber mais

Organização:
DGPC
Local:
Vários locais em todo o país
E-mail:
jep@dgpc.pt

Próximos Eventos