Skip Navigation

Aqueduto da Usseira - detalhe

Designação

Designação

Aqueduto da Usseira

Outras Designações / Pesquisas

Aqueduto de Óbidos / Aqueduto da Usseira(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Aqueduto

Inventário Temático

-

Localization

Divisão Administrativa

Leiria / Óbidos / Usseira

Endereço / Local

- a Sul de Óbidos, desenvolvendo-se no sentido N-S, por uma extensão de 3 km até ao lugar da Usseira
Usseira

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 44 675, DG, I Série, n.º 258, de 9-11-1962 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

World Heritage

-

General Description

Nota Histórico-Artistica

Estendendo-se ao longo de seis quilómetros, três dos quais subterrâneos, desde a nascente da Usseira até ao chafariz da Praça de Santa Maria de Óbidos, este aqueduto foi mandado edificar cerca de 1573 por D. Catarina, mulher de D. João III, que em troca recebeu da câmara local os terrenos da Várzea.
Integrado numa política de "actualização do urbanismo da vila" levada a cabo pela rainha, a construção do aqueduto deu origem ao "primeiro sistema de abastecimento de água" de Óbidos (PEREIRA, 1988, pp. 31-32).
Concluído possivelmente já no reinado de Filipe I, o aqueduto reparte-se em três troços com apenas um registo. As arcadas, com arcos de volta perfeita, levemente quebrados sobre as vias, são reforçadas a espaços regulares por pegões.
A estrutura foi reparada uma primeira vez em 1611, e no ano de 1622 foram realizados alguns restauros, tanto no aqueduto como na fonte. Em 1717 voltou a ser reparado e alguns anos depois foi construída a mãe-de-água.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 8 de Setembro de 2006

Images

Bibliografia

Título

Óbidos

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

PEREIRA, José Fernandes