Skip Navigation

Palácio Nacional de Sintra - detalhe

Designação

Designação

Palácio Nacional de Sintra

Outras Designações / Pesquisas

Paço de Sintra (designação do diploma de classificação) / Palácio da Vila (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Palácio

Inventário Temático

-

Localization

Divisão Administrativa

Lisboa / Sintra / Sintra (Santa Maria e São Miguel, São Martinho e São Pedro de Penaferrim)

Endereço / Local

Largo Rainha D. Amélia
Sintra

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

World Heritage

Abrangido pela "Paisagem Cultural e Natural de Sintra", incluída na Lista de Património Mundial - MN (nº 7 do art.º 15.º da Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro)

General Description

Nota Histórico-Artistica

O Palácio Nacional de Sintra é o único sobrevivente íntegro dos paços reais medievais em Portugal. Muito provavelmente, foi construído sobre a residência dos antigos wallis muçulmanos e desde o início da Monarquia os monarcas portugueses aqui tiveram um Paço. As principais campanhas de obras que lhe conferiram o aspecto actual devem-se a D. João I, que o reconstruiu, e a D. Manuel I, que acrescentou a hoje denominada ala manuelina. Durante a Idade Moderna o Palácio não cessou de ser engrandecido, como o provam os elementos renascentistas do tempo de D. João III, a grande Sala dos Cisnes, a mais antiga Sala de aparato dos Palácios portugueses, e onde se encontram os retratos de D. Catarina de Bragança, de Carlos II de Inglaterra e de D. Pedro II, ou a Sala dos Brasões, cuja cúpula ostenta as armas de D. Manuel, de seus filhos, e de setenta e duas das mais importantes famílias da Nobreza, e cujo revestimento integral das paredes data do século XVIII, obra do ciclo dos Grandes Mestres da azulejaria lisboeta dessa altura.
Afectado pelo grande terramoto de 1755, foi logo reconstruído "à maneira antiga", e durante os séculos XIX e XX sofreu ainda outras obras que transformaram irremediavelmente algumas partes, como os edifícios que fechavam o Largo Rainha D. Amélia, que então foram destruídos. Convertido em museu a partir de 1940, na actualidade é objecto de um Programa de restauro e valorização da responsabilidade do IPPAR, que teve como primeira medida a recuperação das coberturas e fachadas, e que prosseguirá com a recuperação e restauro do património móvel e com a criação de uma nova dinâmica na interpretação e animação do monumento e respectiva envolvente.
A capela, reformulada na campanha de D. Manuel I, filia-se no estilo mudéjar, pelo tapete de azulejos hispano-mouriscos das paredes, de que subsistem muito poucos testemunhos em Portugal. Desses dois primeiros períodos, o principal destaque vai para a cozinha, com as suas duas chaminés de 33m de altura, a Sala Árabe, parcialmente revestida com azulejos de matriz geométrica, ou o magnífico pátio central, com os seus arcos geminados cairelados.
PAF

Images

Bibliografia

Título

A Obra Silvestre e a Esfera do Rei

Local

Coimbra

Data

1990

Autor(es)

PEREIRA, Paulo

Título

Os Mais Belos Palácios de Portugal

Local

Lisboa

Data

1992

Autor(es)

GIL, Júlio

Título

História da Arte em Portugal - o Gótico

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de, BARROCA, Mário Jorge

Título

Palácios e solares portuguezes (Col. Encyclopedia pela imagem)

Local

Porto

Data

1900

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Brasões da Sala de Sintra

Local

Lisboa

Data

1930

Autor(es)

FREIRE, Anselmo Braancamp

Título

Solares Portugueses

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de

Título

Paços Medievais Portugueses

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

SILVA, José Custódio Vieira da

Título

Manuelino. À descoberta da arte do tempo de D. Manuel I

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

O Palácio Nacional de Sintra

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

SILVA, José Custódio Vieira da

Título

Sintra Património da Humanidade

Local

Sintra

Data

1998

Autor(es)

RIBEIRO, José Cardim

Título

A arquitectura manuelina

Local

Vila Nova de Gaia

Data

2009

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

«Sobre a génese e a geometria das escadas em caracol do século XVI em Portugal: o processo conceptual», Artis - Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa

Local

Lisboa

Data

2009

Autor(es)

TRINDADE, António Oriol

Título

Importação de esculturas de Itália nos séculos XV e XVI

Local

Porto

Data

1982

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

O Paço Real de Sintra: novos subsídios para a sua história

Local

Sintra

Data

1980

Autor(es)

COSTA, Francisco

Título

Sintra: os Paços da Vila, Boletim Cultural, n.º 81, pp. 17-48

Local

Lisboa

Data

1975

Autor(es)

COELHO, António Borges

Título

O Paço Real de Sintra, Palácios Portugueses

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

LINO, Raul

Título

O retábulo da capela do Paço Real de Sintra, Sintria, I-III, pp. 693-728

Local

Sintra

Data

1983

Autor(es)

SERRÃO, Vítor

Título

Um forno medieval no Palácio da Vila (Sintra), Al-Madan, vol. 12, pp. 196-197

Local

Almada

Data

2003

Autor(es)

CARVALHO, Emanuel, SABROSA, Armando, JULIÃO, Teresa

Título

Sintra: A vila velha (ronda pelo passado)

Local

Sintra

Data

1978

Autor(es)

AZEVEDO, José Alfredo da Costa

Título

Cozinhas. Espaço e Arquitectura

Local

Lisboa

Data

2006

Autor(es)

PEREIRA, Ana Marques

Título

Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, volume II

Local

Lisboa

Data

1975

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de, FERRÃO, Julieta, GUSMÃO, Adriano de