Skip Navigation

Pelourinho de Alverca do Ribatejo - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Alverca do Ribatejo

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Alverca do Ribatejo (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localization

Divisão Administrativa

Lisboa / Vila Franca de Xira / Alverca do Ribatejo e Sobralinho

Endereço / Local

Praça João Mantas
Alverca do Ribatejo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

World Heritage

-

General Description

Nota Histórico-Artistica

No quadro administrativo português, Alverca do Ribatejo aparece em época bastante precoce, uma vez que recebeu foral de D. Afonso Henriques em 1160, integrando, por isso, o primeiro momento de organização do território envolvente de Lisboa.
A construção do actual pelourinho ocorreu muito depois, concretamente em 1530, conforme sugere a data inscrita no seu capitel. Implanta-se sobre plataforma de quatro degraus octogonais e compõe-se de base cilíndrica, fuste espiralado de dois andares, separados por anel, e capitel octogonal decorado com quatro bustos de anjos associados a esferas armilares.
Este marco da antiga realidade concelhia teve uma história atribulada nos últimos séculos. Em 1855, a circunscrição administrativa foi extinta e o pelourinho foi desmontado pouco depois. Até 1979, os seus restos ficaram à guarda da Junta de Freguesia, tendo esta iniciado pouco depois do 25 de Abril de 1974 tentativas com vista à reimplantação do monumento. Tal só viria a acontecer em 1988, ocupando o mesmo lugar relativo que originalmente, na praça principal da localidade e diante da Antiga Casa da Câmara, recentemente transformada em núcleo museológico.
PAF

Images