Skip Navigation
Património Industrial - Arquitectura Industrial Moderna (1925-1965)

Adubos de Portugal

Designação

Adubos de Portugal / Nitratos de Portugal, S.A.R.L.

Localização

Sítio dos Salgados – Póvoa Km 131 / Estrada Nacional nº10

Freguesia / Concelho / Distrito

Vialonga / Vila Franca de Xira / Lisboa

Função

Indústria Química: edifícios industriais-administrativo-sociais

Época

Projecto entre 1960-67

  • Silo de nitrocalamónio e nitrolusal / Foto: DE/ IPPAR

Caracterização

Autores: Engsº Vasco Cambournac (1960) - silo de nitrocalamónio e edifício de ensacagem, Joaquim Campos dos Santos Vizeu e José Manuel Tavares da Fonseca (+/- 1967) - silo de Nitrolusal a 26%

Conjunto industrial construído nas antigas várzeas do Tejo, situa-se, mais uma vez, entre duas vias de comunicação importantes – estrada nacional 10 e linha de caminho-de-ferro do Norte. Tendo origem na Nitratos de Portugal, constituída pela fusão de três empresas do sector, como a CUF, a sua vocação prendeu-se sempre com o fabrico de adubos químicos.

Tendo uma área fabril de cerca de 30 hectares, integra uma diversidade de edificações relacionadas com as exigências funcionais desta indústria química ou com o universo social (administração, refeitório). Os silos de nitrocalamónio e de nitrolusal diferenciam-se pelo seu oblongo formalismo e pelas análogas soluções construtivas baseadas num sistema porticado de arcos, a resposta racional ao programa.

Dos dois silos destaca-se o de nitrocalamónio (1960) pela sua grandeza. Projecto de engenharia responde especificamente a requisitos programáticos de armazenamento e circulação interna. Caracterizando-se por uma ampla espacialidade recorreu preferencialmente a técnicas construtivas dependentes do betão. Com um perfil composto por um embasamento circular, rematado por uma parte superior composta por três troços rectilíneos, responde às exigências de instalação de uma galeria superior colocada sobre o fecho dos arcos e do emprego de uma cobertura no vão localizado entre esta e as paredes laterais circulares. As estruturas em arco, articuladas na base e no fecho e atirantadas de modo a manter um comportamento estável, conferem uma plasticidade particular ao exterior do edifício. Esta solução, bem como a do silo de amoníaco da CUF, rememora as inovadoras experiências construtivas dos hangares parabólicos para aviões de Orly (1921-23), da autoria do engenheiro Eugène Freyssinet.


Deolinda Folgado/ Docomomo Ibérico
Maio 2002


Classificação

Sem protecção