Skip Navigation

Interventions

A oficina de Escultura trata as obras que por definição têm tridimensionalidade. Podem ser de carácter móvel como as esculturas de vulto, formando grupos agregados ou em conjuntos, de diferentes técnicas de execução e materiais como a madeira, o barro cozido, o marfim, a pedra, a cera, fibras vegetais, entre outros. Podem apresentar policromia, ou não, com diferentes acabamentos e programa decorativo dourado ou prateado brunido e policromo, com adição de materiais diversos para enriquecimento e embelezamento do aspecto final das obras consoante as épocas.

As metodologias de intervenção implicam o exame topográfico e estratigráfico com microscópio binocular da superfície das obras, auxiliar essencial para o estudo aprofundado da técnica utilizada. A identificação da materialidade é efectuada por métodos laboratoriais de exame e análise. Destacam-se com igual importância o registo da avaliação do estado de conservação individual das obras, dos factores de degradação, condições-ambiente, condições de exposição e/ou armazenamento, frequentemente responsáveis pela degradação específica das obras. Este conjunto de acções é uma importante fonte de informações para o desenvolvimento do conhecimento material, técnico e do estado da arte em Portugal.