Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Presentations 09/23/2021

Museu Nacional Soares dos Reis apresenta nova marca institucional

Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR) apresenta hoje uma nova marca institucional, com um logotipo e uma linha gráfica que refletem uma visão contemporânea e atual sobre um Museu centenário, a uma década de completar 200 anos de existência. A nova imagem antecede a reabertura da exposição de longa duração, prevista para o final do ano.

“Aqui a História dá mote ao futuro. Repensar o Museu e apostar numa imagem mais atual, seguindo os cânones da museologia internacional e que nos represente durante a próxima década, são as nossas prioridades”, explica António Ponte, Diretor do MNSR desde abril de 2021.

Resultado de um trabalho conjunto com a agência de comunicação QA Publicidade, o novo logotipo baseia-se numa tipografia geométrica e tem um comportamento simétrico. Já na conceção da linha gráfica, há um desenvolvimento das iniciais MNSR com a incorporação de imagens que nos transportam para peças iconográficas da coleção do Museu de que são exemplo a escultura O Desterrado, de Soares dos Reis, o Autorretrato de Aurélia de Sousa e os Biombos Namban, produzidos no Japão, no século XVII. 

O anterior logotipo do MNSR datava de 2001 e foi apresentado aquando da reabertura no contexto da programação da Porto Capital Europeia da Cultura.

MNSR é o primeiro museu público de arte do país, tendo sido fundado em 1833 sob a égide de D. Pedro IV. No âmbito das reformas institucionais da República, em 1911, é renomeado Museu Soares dos Reis, evocativo do primeiro pensionista do Estado em escultura pela Academia Portuense de Belas Artes: António Soares dos Reis, o célebre autor do Desterrado. Já em 1932, e na senda das comemorações do centenário, adquire  o estatuto de Museu Nacional. De momento, apresenta uma programação com exposições temporárias e está em curso a revisão da exposição de longa duração, que abrirá ao público no final do ano.