Skip Navigation

Museu Municipal Abade Pedrosa

O Museu Municipal Abade Pedrosa localiza-se numa das alas conventuais do antigo mosteiro beneditino de Santo Tirso (imóvel classificado como Monumento Nacional em 16.06.1910). O edifício foi anteriormente Câmara Municipal e Tribunal, albergando ainda os serviços da biblioteca local. O Museu Municipal surge a partir do espólio arqueológico recolhido pelo abade Joaquim Pedrosa (arqueólogo amador do final do séc. XIX), o qual foi doado pela família em 1940 ao município de Santo Tirso. A constituição do museu inicia-se em 1985, com a criação deste serviço na orgânica da Câmara Municipal. Desde então, procedeu-se à instalação do Museu e seus serviços no espaço que atualmente ocupa. O Museu Municipal abre as portas ao público em 10 de março de 1989, com uma exposição permanente dedicada à arqueologia, retratando a ocupação do território de Santo Tirso desde o Neolítico à Idade Média. Esta instituição proporciona desde 1989 vários serviços aos munícipes, tais como, uma exposição permanente de arqueologia, uma biblioteca especializada e um programa de exposições temporárias. Em 1997, a exposição permanente foi remodelada, tendo surgido novos espaços e actividades para o público, como por exemplo, os Serviços Educativos. Ao alargar o leque das suas actividades, o Museu cria em 2000 um pequeno auditório destinado a recitais de música, palestras e actividades educativas.

Contacts and
Localization

Governing body:
Câmara Municipal de Santo Tirso
Director:
Álvaro Moreira
Address:
Rua Unisco Godiniz, 100 - 4780-363 Santo Tirso
GPS:
Lat: 41.3441666 Long: -8.472346700000003
Phone(s):
+351 252 830 400
Fax(s):
+351 252 859 267
E-mail:
gap@cm-stirso.pt

How to get there: Carro: A3, saída Vila do Conde/Santo Tirso; EN 14; EN 105; EN 104 para Santo Tirso.
Trains: Partidas do Porto, Guimarães, e Braga.
Urban Bus: Partidas do Porto, Guimarães, e Braga.

Last change: 30 July 2014

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ DGPC Museums and Monumentos