Skip Navigation

Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior

O Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã, foi instituído com a finalidade de salvaguardar a área das Tinturarias da Real Fábrica de Panos, uma manufatura de Estado, fundada pelo Marquês de Pombal em 1764. Esta área encontra-se integrada nas instalações da UBI e foi classificada como Imóvel de Interesse Público em 1982. Este primeiro núcleo resultou da aplicação de metodologias de intervenção que, tanto no âmbito da investigação como da conservação e da musealização do património industrial, podem ser consideradas pioneiras em Portugal. Dedicado à fase da pré e proto industrialização dos lanifícios, este núcleo do Museu vive das estruturas arqueológicas e arquitetónicas preservadas in situ, articulando-se simultaneamente com informações de natureza técnica (fabrico e tingimento dos panos de lã e construção de um espaço manufatureiro) e de natureza arqueológica e histórica. Tem por missão a salvaguarda e a conservação ativa do património industrial têxtil, assim como a investigação e divulgação das tecnologias associadas ao processo de industrialização dos lanifícios. Tem ainda por finalidade contextualizar esta atividade numa vasta área que tem por matriz a serra da Estrela e por centro histórico a cidade da Covilhã, afirmando-se como um centro de interpretação da rota turística peninsular Rota da Lã-TRANSLANA. O Museu de Lanifícios, inaugurado em 1992 e aberto ao público regularmente desde 1996, apresenta-se hoje como um museu polinucleado, com três núcleos criados: - Real Fábrica de Panos: focalizado no período da pré e proto industrialização dos lanifícios (séc. XVIII). - Real Fábrica Veiga/Centro de Interpretação dos Lanifícios: integra a sede do Museu desde 2004, o núcleo museológico sobre a industrialização dos lanifícios (séc. XIX-XX), e um Centro de Documentação/Arquivo Histórico dos Lanifícios. - Râmolas de Sol: núcleo ao ar livre constituído por um conjunto de râmolas de sol e um estendedouro de lãs.

Contacts and
Localization

Governing body:
Universidade da Beira Interior / Ministério da Educação e Ciência
Director:
António dos Santos Pereira
Address:
Rua Marquês d’Ávila e Bolama, 6201-001 Covilhã
GPS:
Lat: 40.27777605979366 Long: -7.508349730627401
Phone(s):
+ 351 275 319 724 / 275 319 700
Fax(s):
+ 351 275 319 712
E-mail:
muslan@ubi.pt
Site:
http://www.museu.ubi.pt/

How to get there: Lisboa - 273 Km - A1 > A23 Porto - 258 Km - IP2 > IP5 > A1Norte Coimbra - via Serra da Estrela - 150Km Coimbra - via Pedras Lavradas - 148 Km Coimbra - via Guarda - 168 Km Aveiro - 150Km - IP2 > IP5 Bragança - 250Km - IP2 Faro - 123 Km - A13 - 505 Km Portalegre - 468 Km - IP2 Quanto à ligação rodoviária com Espanha, a Covilhã encontra-se a 90 Km da fronteira Vilar Formoso/Fuentes de Oñoro recorrendo ao IP2 e ao IP5 .
Trains: Intercidades/Regional da Linha da Beira Baixa. Esta linha dá acesso à Guarda e Lisboa. Na Guarda faz ligação à Linha da B. Alta com acesso ao Porto, Coimbra, Espanha e restantes países europeus.
Urban Bus: Autocarros de Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Lisboa e Porto.

Last change: 29 July 2014

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ DGPC Museums and Monumentos