Skip Navigation

Exhibitions Até 19 de julho

Domingos António de Sequeira Estudo de figura para ‘A Morte de Camões’

Está patente no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, até 19 de julho, a exposição Domingos António de Sequeira Estudo de figura para "A Morte de Camões".

Venha visitar-nos!

É o tempo do Regresso!

Uma antiga inscrição manuscrita existente no verso deste desenho – Estudo do quadro (Camões) - relaciona este estudo com a desaparecida tela «A Morte de Camões» ou «Os últimos momentos de Camões», que Domingos Sequeira pintou em Paris e apresentou no Salon de 1824, obra que tem sido considerada como uma das precursoras do romantismo português e europeu. Esta tela que se encontra atualmente com paradeiro desconhecido depois de ter sido oferecida pelo pintor ao Imperador D. Pedro I do Brasil e enviada para o Rio de Janeiro onde se lhe perdeu o rasto, é apenas conhecida através de alguns desenhos preparatórios que subsistem. A posição da figura, como aqui surge, virada para a esquerda e com um dos braços erguido e outro para baixo é, contudo, diferente dos restantes estudos conhecidos, nos quais o poeta é representado sentado sobre o seu catre com ambas as mãos erguidas ao alto e unidas em súplica. Também difíceis de explicar são os traços ondulados espalhados em redor da figura, que não apresentam qualquer relação com a espacialidade da alcova tal como foi reconstituída. A consideração destes elementos parece conduzir à hipótese de estarmos perante um estudo muito inicial, anterior à fixação do pensamento definitivo da composição ou mesmo, no limite, para a hipótese de inicialmente ter sido ponderada a abordagem de outro tema camoniano, como o naufrágio do poeta junto à foz do rio Mekong. Embora o estado atual do conhecimento não nos permita para já nenhuma certeza, este pequeno esquisso apresenta-se como mais um elo, e sumamente importante, para a reconstituição do mítico quadro perdido.
O desenho pertencia a uma coleção particular francesa, coleção Alfred Cortot, e foi adquirido pela Direção-Geral do Património Cultural, em Paris, no final de 2019.
Organization:
MNAA/DGPC
Local:
Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa