Skip Navigation

Exhibitions Inaugura no dia 6 de fevereiro, às 19h00. Patente ao público entre 7 de fevereiro e 31 de maio.

Biografia do Traço | Coleção de Desenho (1836-1920)

Inaugura no dia 6 de fevereiro, às 19h00, no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, a exposição Biografia do Traço | Coleção de Desenho (1836-1920), com a curadoria de Maria de Aires Silveira.

Patente ao público de 7 de fevereiro a 31 de maio.

Entrada pela Serpa Pinto, 4.

Pela primeira vez o MNAC abre, de modo sistemático, as suas mais antigas reservas de Desenho ao escrutínio público. Expondo 100 obras do seu núcleo de Desenho do século XIX ao início do XX, Biografia do traço. A coleção de desenhos do MNAC (1836-1920), com curadoria de Maria de Aires Silveira, mostra o pensamento e formação académicos do Desenho, disciplina central do exercício plástico, no labor de 33 artistas, revelando a relevância da faceta pessoal e evolutiva desta disciplina central ao ensino artístico. 

Entre os mais reconhecidos professores das Academias, encontramos representadas as gerações Romântica e Naturalista. Um significativo núcleo de Columbano — e dos demais artistas do clã Bordallo Pinheiro, incluindo Maria Augusta — junta-se a obras de D. Carlos I e aos simbolistas do fim de século, fechando com trabalhos de há exactamente 100 anos. 

Nesta exposição, o MNAC destaca também a figura de João Baptista Ribeiro (1790-1868), desenhador e mestre académico, criador do primeiro museu público de arte em Portugal, nos 270 anos do seu nas

Organization:
MNAC/DGPC
Local:
Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa